Banner
Empresa auxilia as Prefeituras no abastecimento do sistema de saúde com entrega dos equipamentos | ASCOM
Economia

Mina Tucano mantém atividades no Amapá e doa EPIs para prefeituras

Cleber Barbosa, da Redação

Vacina Amapá – 2 dose

A mineração é considerada uma das atividades essenciais ao combate mundial à pandemia em todo o planeta. No Amapá, quem permanece em operações é a Mina Tucano – antiga Beadell – , em Pedra Branca do Amapari, município a cerca de 200 quilômetros de Macapá. A companha anunciou como está se consorciando ao esforço conjunto para conter o avanço do coronavírus no país, doando 50 mil máscaras de proteção, 16 mil frascos de álcool gel e 1 mil testes de COVID-19. Os insumos serão repassados aos hospitais dos municípios do entorno de sua operação, em Pedra Branca do Amapari e Serra do Navio – somando 67 mil unidades de itens de prevenção.

Para aumentar o nível de proteção, desde o dia 14 de abril, a empresa começou também a higienização de ruas de Pedra Branca do Amapari com uma solução de cloro, diariamente, das 22 horas à 0 hora, por período indeterminado. As ações visam fortalecer o cuidado com a população e o abastecimento das instituições de saúde nos locais.

A Mina Tucano está trabalhando junto às autoridades locais para que todos possamos vencer este desafio e conter a disseminação do vírus. “A empresa doará EPIs para que os profissionais da saúde possam se proteger e cuidar da população”, afirma Fábio Marques, diretor de Operações da Mina Tucano. Do total, foram adquiridas 35 mil máscaras, 11.200 mil frascos de álcool gel e 700 testes de COVID-19, que serão direcionados a Pedra Branca do Amapari, município com maior índice populacional, e outras 15 mil máscaras, 4.800 mil frascos e 300 testes para Serra do Navio. Diante do enfrentamento da crise, a empresa agradeceu o apoio e o empenho das Secretarias de Saúde locais, que ficarão responsáveis pela distribuição dos equipamentos.

Veja também:

As medidas de proteção da companhia vão além. A Mina Tucano adotou rigorosas normas de saúde e segurança na operação, englobando funcionários e empresas contratadas. O Protocolo Interno de Prevenção do COVID-19 prevê a suspensão de viagens internacionais a serviço da empresa, além de manter em isolamento temporário de todos os funcionários provenientes de outras regiões do país, a fim de avaliar as condições de saúde e eventual aparecimento de sintomas antes do retorno deles às atividades em campo. “Nestes tempos difíceis, a colaboração estreita e os esforços coordenados para impedir a propagação do vírus serão essenciais para proteger nossas famílias. Sabemos que seremos mais fortes trabalhando juntos”, afirma o Gerente Administrativo e de Comunidades, Otmar Mejia.

As iniciativas de prevenção se fortalecem dentro da Mina Tucano. Conforme decreto do Ministério de Minas e Energia (Nº 10.282 de 20/3/2020), a mineração é classificada como atividade essencial e pode continuar operando, desde que obedecidas rigorosamente as diretrizes de segurança estabelecidas pelos órgãos responsáveis para conter o avanço da COVID-19.

Os procedimentos incluem controle de acesso à unidade, evitando aglomerações, havendo, ainda, uma equipe de saúde ocupacional especializada e preparada na entrada da empresa, para aferir a temperatura corporal e, se necessário, encaminhar à equipe de saúde caso algum membro apresente febre ou sintomas gripais. Aos que têm condições de desenvolver o trabalho remotamente, foi adotado o sistema de home office por tempo indeterminado.

A estes trabalhadores essenciais, foram reforçadas diversas medidas de segurança, tais como: triagem dos empregados em grupo de risco; gerenciamento da logística de insumos primordiais; higienização e limpeza periódica dos ambientes de trabalho e dos veículos de locomoção; disponibilização de kits de higiene e orientação a todos os funcionários diretos e terceiros; reorganização da frota e adoção do distanciamento social recomendado; distribuição de kits de café da manhã e organização dos refeitórios para evitar aglomeração; cessão de atividades coletivas por tempo indeterminado; e organização de Comitê de Risco para avaliações e orientações diárias.

Cooperação

Ainda de acordo com a empresa, a busca pelas parcerias, dando o suporte e procurando o apoio das autoridades locais, quando possível, é o caminho para que que todos superem esse momento, aliando isto aos esforços colaborativos de todos em dois importantes eixos essenciais: redução do contato em potencial entre pessoas e a correta higienização, estimulando a autoproteção e o automonitoramento. “É importante que todos os nossos funcionários, comunidades e partes interessadas se unam em favor dos nossos esforços para seguir as recomendações feitas pelas autoridades de saúde pública e pelos governos dos países onde operamos para ajudar a diminuir a propagação do vírus”, acredita Mariana Fregonese, VP de Sustentabilidade da Great Panther Mining Limited.

A Mina Tucano é uma das maiores minas de ouro a céu aberto no Brasil, localizada a 200 km de Macapá, no Amapá. Empresa listada na Bolsa de Valores de Toronto, é subsidiária da Great Panther Mining Limited.

Compartilhe: 

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile