Banner
Projeto Eterligados utiliza ciência, arte e redes sociais como ferramenta de aprendizagem | Fotos: Erich Macias
Educação

Jovens estudantes de escolas públicas finalistas em feira de ciências

Três projetos desenvolvidos por estudantes das escolas estaduais Elias Trajano, em Porto Grande, e Maria Carmelita do Carmo e Irmã Santina Rioli, de Macapá, são finalistas na 18ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), uma das maiores mostras de projetos do país de incentivo ao jovem cientista. A Feira acontecerá na Universidade de São Paulo (USP), no período de 17 a 20 de março de 2020. Confira aqui a lista dos finalistas de todo o país na Febrace 2020.

GOVE  mobile

O projeto Eterligados é realizado pelos alunos Enzo Uchôa, Denize Cavalcante e Eliene Menezes, da escola de tempo integral Elias Trajano. O trabalho ganhou o 1º lugar na Feira de Ciências e Engenharia do Amapá (Feceap), na área de ciências humanas, e credencial para a Febrace 2020. A ideia utiliza ciência, arte e redes sociais como ferramenta de aprendizagem na escola.

O segundo projeto finalista é de Erick Silva, também estudante de uma escola de tempo integral. O trabalho tem a banana verde como base para várias receitas nutritivas, que, a partir do fruto, produz alimentos saudáveis como método terapêutico nutricional aos portadores de Diabetes Mellitus Tipo I e II, na Escola Estadual de Ensino em Tempo Integral Maria Carmelita do Carmo. O projeto foi selecionado na área de ciências da saúde para a Febrace.

O terceiro projeto da rede estadual aprovado na Febrace pertence aos estudantes Luan Miller Pena e Davi Ribeiro, da escola Irmã Santina Rioli. O trabalho Estufa pets: com pelos e esterco com técnicas sustentáveis para agricultura vai concorrer na área de ciências agrárias, categoria engenharia agrícola.

Compartilhe:

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile