Banner
Autoridades e lideranças reunidas na cerimônia de lançamento do festival gastronômico | Foto: Denyse Quintas
Economia

Festival Brasil Sabor é aberto e marca retomada do setor de eventos

Da Redação

Estácio mobile

Evento de lançamento da 15ª edição do Festival Brasil Sabor, aberto na sede do Sebrae em Macapá, no fim de semana, culminou com uma Live no tradicional Flora Restaurante, às margens do Rio Matapi, em Santana. O festival celebra e fomenta a reabertura do setor de alimentação fora do lar. A realização é da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel no Amapá) e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com apoio do Governo do Estado do Amapá (GEA) e da Prefeitura Municipal de Macapá (PMM).

Leia também:

O Festival Brasil Sabor, acontece até o dia 30 de maio, na edição nacional deste ano, com atendimento na modalidade híbrida e programações on line. A relação completa dos 74 participantes, assim como os pratos inscritos, poderá ser consultada no site: www.brasilsabor.com.br/estados/amapa e também pelo app Brasil Sabor, disponível nas lojas – Android https://play.google.com/store/apps/details?id=dev.andremelo.brasilsabor – iOs https://apps.apple.com/br/app/brasil-sabor-delivery/id1518647730.

Sebrae

Segundo a diretora técnica do Sebrae n Amapá, Marciane Santo, o evento valoriza a gastronomia local e principalmente, os pequenos negócios; potencializa a comercialização e a reabertura segura do setor, pois movimenta o setor de alimentação fora do lar, que tem sofrido perdas consideráveis durante a pandemia. “É nesta ocasião, que todos podem experimentar novos sabores e fazer uma imersão na nossa cultura, e se apropriar de experiências únicas. Macapá e Santana, formam um mosaico de influências gastronômicas, com pessoas de diferentes regiões do país, que moldam com originalidade, a nossa forma de fazer a gastronomia no Amapá”, disse a diretora técnica do Sebrae, Marciane Santo.

Abrasel

De acordo com dados da Abrasel, um dos segmentos da economia mais impactados pela pandemia da Covid-19, o setor de alimentação fora do lar, que compreende restaurantes, lanchonetes, cafés, hamburguerias, docerias, pizzarias, fast food e outros, com mais de 1.700 negócios e absorvendo a mão de obra de mais de 16 mil trabalhadores, tentam se reerguer após mais de um ano operando de forma parcial e, por meses, apenas no formato delivery. O festival busca o resgate das experiências gastronômicas deixadas em segundo plano na pandemia, num setor que representa 2,2% do PIB local.

Formato

Em formato híbrido, o público poderá participar presencialmente nos estabelecimentos, fazer o pedido delivery ou retirada, por meio do app oficial Brasil Sabor e demais plataformas. Cada um dos participantes criou ou fez uma releitura de pratos/receitas de seu cardápio e irão disponibilizá-los no período do festival para consumo e celebração da gastronomia tucuju. Os pratos do evento custarão entre R$ 20 e R$ 35 reais.

O presidente da Abrasel, Yukio Nagano, informa que o objetivo do festival é valorizar a gastronomia local e sua importância no momento atual, apoiando a retomada do mercado de Alimentação Fora do Lar. Ao mesmo tempo, a ideia é difundir as práticas inovadoras quanto aos cuidados sanitários e a manutenção da qualidade do delivery nos tempos de pandemia.

“Ao mesmo tempo em que apresentam seus pratos para o público, os estabelecimentos ajudam a divulgar as medidas e boas práticas sanitárias que os negócios gastronômicos associados adotam com total segurança para os clientes, alinhadas com as melhores práticas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e autoridades em saúde nacionais e internacionais”, finalizou o presidente da Abrasel, Yukio Nagano.

Compartilhe:

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile