Banner
O empoderamento feminino presente no protagonismo de valorosas mulheres no Carnaval 2020 | Arte: CB Net
Cultura

De peito aberto, mulheres que fazem a diferença no Carnaval do Amapá

Cleber Barbosa, da Redação

Estácio mobile

O Carnaval do Amapá tem a história marcada por grandes mulheres, guerreiras, dedicadas, doces, mas também decididas, encorajadas e, para usar uma expressão mais atual, empoderadas. Mais que uma expressão, essa palavra significa uma postura em relação à vida, as artes, o trabalho, os relacionamentos, tudo enfim. E a folia deste ano, para ratificar tudo isso, foi comandado por uma mulher,  Lizete Jardim, a presidente da Liesap, a Liga Independente das Escolas de Samba do Amapá. Ela inclusive reverenciou a amiga e ex presidente da Liga, Cila França, a Tia Cila, que tem uma vida ligada à Unidos do Buritizal, agremiação em que é presidente de honra, madrinha, apoiadora e torcedora – tudo junto.

A presidente

Nalva Alencar, a rainha de bateria de Maracatu da Favela, tornou-se um ícone da escola. Ela consumiu boa parte dos flashes dos fotógrafos enquanto se apresentava. Desfilando há dez anos à frente da bateria, a rainha lembrou da representatividade de fortalecer a beleza da mulher amapaense. “É representar a beleza e, sobretudo, a referência do que é a mulher da favela, do Marabaixo, mãe e aguerrida”, afirmou.

Doutora

Muitas outras estavam lá, poderosas e afirmativas, como Piedade Videira, eterna musa do Carnaval, que também se arrisca como ritmista da bateria, mas que também virou uma voz da autoafirmação da comunidade negra, das artes, da dança e dos estudos – tanto que fez carreira acadêmica e até concorreu à Reitoria da Unifap. Mas sejam à frente das baterias, das alas, dos carros alegóricos, elas exercem o papel de protagonismo em toda a cadeira cultural e econômica do Carnaval, nos barracões, nos ateliês, nas cozinhas, nas casas e nas oficinas, na economia informal, no comércio formal e até nas letras dos sambas de enredo.

Espaço Make

O desfile registrou grande procura do público, como relata a empreendedora Rafaela Bezerra | Foto: Joelson Palheta/DA

Glitter, pedrarias e muito brilho tomam conta do Espaço Make, montado na área dos empreendedores, na Passarela no Meio do Mundo, do Carnaval 2020. A primeira noite do evento contou com a grande procura do público, é o que relata a empreendedora Rafaela Bezerra. “Na verdade, é uma ideia empreendedora, nunca teve em outros anos que ocorreram o evento em Macapá. A gente, em parceria com a prefeitura, resolveu inovar e nos surpreendemos já neste primeiro dia de evento, com tanta procura”, revelou a maquiadora. O espaço contava com três tendas e seis maquiadoras. Para quem não teve tempo para se maquiar, a área das makes ficava localizada exatamente próxima à concentração das escolas, na Avenida Ivaldo Veras. Ainda segunda a maquiadora, todas as tendas de produção tinham preços promocionais, no valor de R$ 50,00, e davam direito a cílios, pedrarias e muito mais.

O Carnaval é delas!

Compartilhe:

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile