Banner
Desfile das figuras de São Tiago, São Jorge, o Atalaia, caixeiros e soldados mouros e cristãos | Philippe Gomes
Amapá

TecnoAgro reverencia a Festa de São Tiago de Mazagão Velho

O Circuito TecnoAgro 2019, que este ano traz a 2ª ExpoBúfalo e 1ª ExpoLeilão, trouxe uma novidade no início ao rodeio na arena de eventos montada no Parque de Exposição da Fazendinha, em Macapá. Trata-se da presença da cavalaria da Festa de São Tiago, que se apresentou na abertura do rodeio. A tradicional festividade ocorre há mais de dois séculos na Vila de Mazagão, no município de Mazagão, a 31 km de Macapá.
As figuras de São Tiago, São Jorge, o Atalaia, os caixeiros e os soldados mouros e cristãos, que encenam a lendária batalha a céu aberto, na Vila de Mazagão Velho, foram apresentados na abertura do rodeio. Eles aproveitaram o momento para convidar o público para prestigiar a programação que acontecerá no mês de julho.
O rodeio dura três dias. No primeiro, conta-se a pontuação para o segundo dia, que classifica os vaqueiros para a última rodada, e acontece a final para a seleção dos cinco melhores, no terceiro dia. Treze competidores disputam a melhor performance para conquistar a premiação. Critérios como postura, tempo e desempenho do animal são avaliados a cada montaria. Os cinco melhores vão levar o prêmio no valor de R$ 5 mil, que será dividido entre eles, sendo que o primeiro lugar leva R$ 2,5 mil, o segundo R$ 1 mil e os demais ganham R$ 500.

GOVE  mobile

Rodeio complicado
No primeiro dia do rodeio, os touros venceram a competição, ou seja, nenhum vaqueiro superou a margem do tempo de 8 segundos em cima do animal. No entanto, todos pontuam de acordo com os critérios adotados para avaliação. O aposentado Josinaldo Monteiro, que acompanhou todo o evento com a família, percebeu que os animais se mostraram muito habilidosos. “A qualidade dos touros está ótima, com certeza venho acompanhar os próximos dias da programação. Quero muito ver algum desses vaqueiros vencer um desses touros”, afirmou Monteiro.

Estratégia
O Circuito TecnoAgro é um conjunto de feiras de negócios realizadas em todos os espaços disponíveis para a exposição do potencial agropecuário. É voltado para pequenos, médios e grandes produtores, além de instituições financeiras e de insumos que atuam no setor agrícola e da pecuária, como forma de incentivar e contribuir para a expansão do setor por meio de ciência e tecnologia. Esta edição encerra o circuito de feiras e agrega a 2ª ExpoBúfalo e 1ª ExpoLeilão, com foco comercial e de geração de renda.

ExpoLeilão movimenta num só dia R$ 134,5 mil com animais

Começou com R$ 200, foi para R$ 300 e chegou a R$ 6.720. Todos esses lances para arrematar um búfalo da espécie murrah, durante a 1ª ExpoLeilão nesta quinta-feira, 27, dentro da programação do Circuito TecnoAgro, que acontece de 26 a 29 de junho no Parque de Exposições da Fazendinha, em Macapá. O arrematador foi Eleonardo Lobato, produtor da região do Araguari, interior do Amapá. A espécie adquirida é resultado de inseminação artificial feita na Fazenda Motogeral, no município de Itaubal do Piririm, a 112 km de Macapá. O animal é filho do bufálo Hareshi pomat, um reprodutor diferenciado pela qualidade genética com sangue das melhores matrizes do mercado.

Negócios
Além desses, outros 21 animais foram leiloados entre bezerras, vacas e touros bubalinos, movimentando um total de R$ 134.540, uma média de R$ 6 mil por animal. O maior lance foi de R$ 11.200. “Estamos gerando negócios e colocando toda tecnologia e genética à disposição do pecuarista, proporcionando um negócio seguro e menos burocrático”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Rural, Daniel Montagner.

Introdução de nova raça bovina é salutar para o mercado da pecuária

Foi apostando na preferência dos consumidores, por carne macia e saborosa, que o pecuarista Mateus Silva decidiu investir na criação do gado senepol, raça que é novidade no mercado amapaense, e está em exposição no Circuito TecnoAgro, no Parque de Exposições da Fazendinha, na zona sul de Macapá, até o dia 29 de junho. Silva diz que conheceu a raça no estado de Tocantins, mas, que foi no município de Uberlândia (MG), que adquiriu os primeiros 38 exemplares. Segundo ele, os animais se adaptaram facilmente ao clima amapaense. “Estamos em experiência aqui no Amapá, e com bons resultado. A adaptação foi satisfatória e já temos duas crias amapaenses”, informou.
De acordo com a Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol, a raça se destaca pela baixa manutenção nutricional, tolerância a calor, baixos índices de infestação, não exige manejo especial, fertilidade, abate precoce (reduz em um ano ou mais, comparado com outras espécies de corte) e rápido crescimento, o que favorece a pecuária de corte, fazendo com que o ciclo de engorda seja muito curto. Também gera maior faturamento na produção. Por exemplo, o bezerro cruzado com senepol vale 40% a mais que o zebu, e um touro adulto senepol cobre entre 50 e 60 vacas a campo.

Rebanho
Para o produtor, são ideais para que os amapaenses invistam na criação do gado. “Acredito no potencial dessa raça, formar um plantel para corte com genética de pura origem, e também trabalhar a genética cruzada com a nelore, raça adaptada, robusta e já conhecida no Amapá, seguindo experiências exitosas de outros estados”, falou. Esse cruzamento traz uma melhoria de carcaça, maior robustez do nelore e o comportamento dócil.

Certificação oficial de produtos com a marca “meio do mundo”

– Empresas de segmentos como alimentos, artesanato e ração animal, foram certificadas com o Selo Amapá – Produto do Meio do Mundo, da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (Agência Amapá), durante o Circuito TecnoAgro.
– 32 empreendimentos foram reconhecidos, alguns são contemplados com os incentivos na Zona Franca Verde (ZFV).

84
Total de empresas certificadas com o Selo Amapá.

Rodeio

 

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile