Banner
A mineradora situada em Pedra Branca do Amapari (AP), passa a se chamar Mina Tucano | Foto: Divulgação
Economia

Sob novo controlador, projeto mineral no interior do Amapá muda marca

Cleber Barbosa, da Redação

GOVE  mobile

A mineradora situada em Pedra Branca do Amapari (AP), até então conhecida como Beadell Resources Limited, passa a se chamar Mina Tucano, um nome já conhecido e que faz referência à nomenclatura original do projeto, Tucano. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (08) por meio de comunicado distribuído pela empresa.

Segundo essa manifestação, a alteração é resultado de uma mudança positiva, a partir da compra da Beadell pela empresa canadense Great Panther Mining Ltd, uma negociação anunciada em setembro de 2018, mas que só foi concluída em março deste ano. “Com a transação, a empresa passa a integrar o grupo, gerando uma produtora de metais preciosos de grande potencial, voltada para o crescimento contínuo, com foco nas Américas”, diz a direção da Mina Tucano.

A companhia que está presente nos municípios de Pedra Branca do Amapari e em Serra do Navio, contribuindo com o desenvolvimento local e regional, e ganha um reforço para garantir a longevidade do empreendimento, impactando favoravelmente naquela região. “Assim, a Mina Tucano caminha a passos largos para que se torne ainda maior, beneficiando a todos pelo sólido balanço e avanços conquistados pela Great Panther ao longo de sua atuação”, completa a empresa em comunicado enviado à redação de CleberBarbosa.Net.

A empresa

A 200 km de Macapá, no Amapá, a Mina Tucano soma aproximadamente 3,4 milhões de onças de ouro em recursos minerais e 1,47 milhão de onças em reservas. A Mina Tucano é uma subsidiária da Great Panther Mining Limited, uma nova empresa intermediária de mineração e exploração de metais preciosos listada na Bolsa de Valores de Toronto negociada sob o símbolo GPR, e na NYSE American sob o símbolo GPL. Opera três minas, incluindo a Mina de Ouro do Tucano, no estado do Amapá, e duas minas principais de prata no México: o Complexo de Minas de Guanajuato e a Mina de Topia. A Great Panther também está avaliando o reinício do projeto Coricancha no Peru.

 

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile