Banner
A proposta da iniciativa Natura Musical é apoiar o melhor da música do Brasil | Arte: Bruno Barbosa
Cultura

Projeto Natura Musical confirma apoio a nove artistas do Amapá

Cleber Barbosa, da Redação

Estácio mobile

Contemplada pelo Edital Natura Musical com a proposta de acompanhar e acelerar as carreiras de 9 artistas de diferentes gêneros musicais do Amapá, a Pororoca Sound, é uma iniciativa da Companhia “Ói Nóiz Akí”,  que agora passa a usufruir dos benefícios do projeto que passa a funcionar como uma Incubadora de Empreendimentos Musicais. A proposta é de acompanhar e acelerar as carreiras desses artistas dos mais diversificados conceitos e matizes musicais do estado.

Os nomes confirmados são de Mayara braga, Sabrina Zahara, Jimmy Feiches, Mc Deeh, Pretogonista, Capitão Pupunha, Mari Martins, Elysson Perera e Brenda Zeni. Confira no link para conher mais sobre os artistas amapaenses que serão beneficiados pelo projeto!⠀

Neste percurso formativo de 210 horas, os artistas vão se envolver em atividades para impulsionar suas carreiras e se preparar para encarar os próximos desafios do mercado, aprendendo sobre imagem, marketing, produção fonográfica e audiovisual.

Em 2020, o edital Natura Musical comemora 15 anos com uma vontade renovada de fazer do mundo um lugar mais bonito. Queremos celebrar reforçando nosso compromisso com o fomento da produção artística e valorizando o impacto positivo que o mercado cultural produz na nossa sociedade. Serão investidos R$ 8,5 milhões de reais, a maior verba da história de Natura Musical, parte via edital e parte em parceria com os fundos de cultura do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Bahia. Por isso, se você tem um projeto musical que propõe um futuro mais diverso, inclusivo e com mais impacto na sua rede e comunidade, ele é o que estamos procurando.

Para continuar provocando impacto positivo, a iniciativa precisou mudar também. Por isso, juntaram um time de profissionais da cultura e economia criativa que ajudou a atualizar categorias, formatos de projetos e critérios frente aos desafios do mercado cultural. As novas diretrizes consideram perspectivas sobre impacto e recuperação do ecossistema da música, critérios de inclusão, representatividade e acesso, além de relevância, inovação e novas linguagens e tecnologias.

A seleção é realizada por uma rede de curadores, que buscam projetos artísticos com relevância cultural e inovação, que geram impacto e recuperação do ecossistema da música, inclusão, representatividade e acesso ou que proponham novas linguagens e tecnologias. Durante todo o período de inscrições, a Natura Musical publica em suas redes sociais uma série de conteúdos para ajudar proponentes a tirarem seus projetos do papel da melhor maneira possível.

Projetos de artistas, bandas, grupos, coletivos e empreendedores culturais de todo o Brasil podem se inscrever. Parte da verba será dedicada pela primeira vez à região amazônica e não será necessário se inscrever na Lei de Incentivo a Cultura (antiga Lei Rouanet).

Compartilhe:

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile