Banner
Aeroporto operado pela Infraero: estatal tem futuro incerto no governo Bolsonaro (Alexandre Battibugli/EXAME)
Economia

Privatização: Revista Exame especula sobre provável fim da Infraero

Da Redação/Exame

Estácio mobile

O destino da Infraero, estatal que opera 55 aeroportos no Brasil, ilustra as imprevisibilidades do futuro governo na gestão das estatais. A equipe econômica de Jair Bolsonaro, liderada por Paulo Guedes, anunciou intenção de uma revolução na forma como o governo lida com suas empresas, com a promessa de uma onda de privatizações.

Ontem, o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, renunciou ao cargo. O posto será assumido de forma interina pelo diretor de operações, João Márcio Jordão, informou nesta quarta-feira a estatal. O movimento acontece dias após a equipe de Bolsonaro ter confirmado a indicação do brigadeiro Hélio Paes de Barros Júnior, hoje diretor da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), para ser o próximo presidente da Infraero.

Leia também:

Ministro de Bolsonaro diz que Infraero vai acabar

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile