Banner
O novo cônsul da França no Amapá fala sobre a retomada dos atendimentos | Foto: Breno Vinícius
Entrevista

“O serviço consular no Amapá atenderá a franceses e brasileiros”

Na próxima terça-feira, dia 7, começam os atendimentos na Agência Consular da França em Macapá, serviço que estava suspenso desde fevereiro de 2018, quando a Embaixada da França no Brasil decidiu interromper a representação, para substituição do Cônsul. Um cidadão franco-brasileiro foi escalado para a missão, tendo sido empossado no cargo durante a semana, em meio a grande mobilização de autoridades brasileiras e francesas em Macapá. O administrador de empresas Fabien Roger Fournet, de 35 anos, recebeu o jornalista Cleber Barbosa para uma primeira e esclarecedora entrevista sobre como será a rotina de atendimentos no Consulado. Ele também dá detalhes sobre diferenças para um diplomata de carreira e um honorífico como ele. Os detalhes o Portal CB publica a seguir.

GOVE  mobile

Cleber Barbosa, da Redação

Portal CB – Em primeiro lugar parabéns por sua designação como novo cônsul honorário da França no Amapá, tudo bem com o senhor?
Fabien Fournet – Muito obrigado, prazer estar aqui com vocês.
Portal – A gente publicou em primeira mão a sua escolha para o cargo, quando muita gente vibrou bastante, especialmente por sua ligação com o Amapá. Então primeiramente o senhor poderia explicar como foi o processo de seleção de candidatos pela internet que foi preciso se submeter?
Fabien – Exato, a gente soube que estava tendo, que teria uma possibilidade devido ao surgimento dessa demanda. Então aconteceram várias entrevistas inicialmente aqui em Macapá com a vinda do Cônsul Geral, mas eu não fui fazer a entrevista naquela ocasião, só depois quando alguns familiares me falaram do processo e sugeriram que eu me candidatasse ao cargo. No começo eu até disse que não me via como cônsul, por me considerar muito novo… [risos]
Portal – Ah é? Pior que a gente tem essa impressão mesmo.
Fabien – É, pois quando a gente ouve falar de um cônsul já pensa logo em uma pessoa de uma certa idade, não é? Então eu me achava novo, apesar de já estar quase com quarenta anos e o cabelo começando a ficar branco… [mais risos]
Portal – E quantos anos exatamente o senhor tem então, cônsul?
Fabien – Tenho trinta e cinco anos.
Portal – Bem, mas nós jornalistas temos que usar de muita didática para fazer com que o público possa entender alguns temas que são muito técnicos ou ouco acessíveis às camadas mais populares da sociedade, então comece explicando qual o papel deste escritório consular da França em Macapá?
Fabien – Bem, primeiro devemos explicar que o cônsul honorário não é um diplomata de carreira, mas um título honorífico concedido pelo Governo da França. E o que é uma agência consular? Primeiramente devemos explicar que esse cônsul honorário baseado em Macapá está para dar apoio aos compatriotas franceses que moram aqui, como tirar uma certidão, um reconhecimento de assinatura, tipo um minicartório, entende? Em segundo plano vem o atendimento para a comunidade brasileira, nessa questão do visto para a Guiana Francesa.
Portal – O senhor tem ideia do tamanho dessa comunidade francesa que reside no Amapá?
Fabien – Olha, cadastrados aqui temos uma base de cento e cinquenta pessoas, mas eu acredito que tem bem mais, e essa é uma das minhas atribuições, fazer um trabalho de maior aproximação com a comunidade francesa e assim crescer mais esses números pois certamente somos bem mais que isso.
Portal – Bem, existem muitas dúvidas e uma enorme demanda reprimida em relação ao atendimento consular aqui no Amapá, especialmente depois da interrupção dos trabalhos. O senhor já definiu como será a rotina de atendimentos no Consulado?
Fabien – Sim, a agência consular está baseada aqui na Rua Tiradentes, nº 2.396, no bairro Central de Macapá, em frente à Domestilar Casa. Os horários de funcionamento vão de terça-feira das 8 horas da manhã ao meio-dia; às quartas-feiras também das 8 horas ao meio-dia; e na quinta-feira será das 15 horas às 18 horas.
Portal – Então são três dias na semana apenas, de terça à quinta-feira. Vale lembrar que como é um título honorífico o senhor precisa tocar a vida pessoal também, não é? Seu trabalho particular.
Fabien – Exatamente, e não sou aposentado também, ao contrário, estou longe disso, então tenho que trabalhar… pagar aluguel, pagar as despesas, tudinho. Uma coisa importante também é que precisamos comunicar é que a abertura de fato realmente do Consulado ao público será dia 7 de maio, próxima terça-feira.
Portal – É, a gente passou lá no imóvel e viu que o prédio ainda está passando por algumas obras, não é?
Fabien – Isso mesmo, são pequenas obras para poder receber bem o público, pois sempre estava escutando anteriormente a questão da recepção, do acolhimento, gente que dizia que esperava do lado de fora, enfim, decidimos fazer uma coisa bem bacana para receber nossos irmãos franceses e brasileiros num ambiente confortável.
Portal – E quem vai trabalhar lá com o senhor, quem vai lhe ajudar?
Fabien – Olha, inicialmente eu apenas, mas depois teremos uma secretária para quando houver a liberação dos vistos.
Portal – O serviço de emissão de vistos que está previsto para daqui noventa dias, não é?
Fabien – Exatamente, a previsão é para três meses, mas pode ser que comece antes disso, há essa possibilidade.
Portal – Outra dúvida recorrente diz respeito aos serviços de assistência consular, aqueles para estrangeiros fora de seu país, como auxílio funeral, entre outros. Isso vai permanecer com a Embaixada da França em Brasília?
Fabien – Correto, continuará sendo feito em Brasília, pela Embaixada da França no Brasil. Mas a gente pode também iniciar o processo aqui, recolhendo documentos e repassando para o serviço de assistência consular lá no Distrito Federal.
Portal – Bem, mas em se tratando de dois países, com legislações diferentes, idioma, moeda, enfim, as dificuldades são muito grandes para se consolidar ações de cooperação, então pelo fato do senhor ser filho de uma brasileira com um francês, de ter sentido literalmente na pele essa questão das relações humanas virem na frente dos tratados entre os Estados, qual sua expectativa em relação a isso?
Fabien – Exatamente, mas não é só uma questão de país, pois a França também é regida por leis europeias, então tem todo um contexto, entende? Se fosse só da França seria até mais fácil, mas como ela faz parte da Comunidade Europeia, faz com que existam alguns entraves, alguns empecilhos ainda, o que dificulta um pouquinho mais, só que graças a Deus estamos conseguindo avançar, derrubando algumas barreiras e outras questões que já serão debatidas agora na Comissão Mista Transfronteiriça, dias 3 e 4 de julho, em Macapá.
Portal – Obrigado pela entrevista e um bom trabalho cônsul.
Fabien – Eu que agradeço, pela atenção dispensada, estou à disposição de todos e informo o nosso e-mail que fica no endereço eletrônico [email protected] e o nosso Whatsapp (96) 98143-4313 pois já vamos começar a trabalhar.

Perfil

Entrevistado. O novo cônsul honorário no Amapá, é o administrador de empresas Fabien Roger Fournet. Ele nasceu em Kourou, na Guiana Francesa, tem 35 anos de idade, filho de pai francês e mãe brasileira – portanto tem dupla nacionalidade. Seu genitor, inclusive, foi o primeiro cônsul honorário da França em Macapá, o senhor Roger Andre Fournet, que faleceu há alguns anos. Fabien graduou-se na Universidade de Toulouse, no Sul da França e trabalhou também no segmento de hotelaria na Guiana Francesa, até casar com uma brasileira, Lucena Pereira, com quem tem duas filhas e passou a morar em Macapá.da União. Na capital do Amapá, ele atua como executivo de uma importante imobiliária local, da família dos pais de sua esposa.

 

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile