Banner
A atual e a ex dirigente da ABAV-AP testam um novo produto turístico nos arredores de Macapá | Fotos: CUNANI
Turismo

Na remada: não basta ser agente de viagem, tem que ‘turistar’

Cleber Barbosa, da Redação

Vacina Amapá – 2 dose

O planejamento da retomada do turismo vem sendo feito com muita criatividade, parceria e cuidados para se estabelecer novos protocolos que possam voltar a fazer as pessoas sorrirem ao realizar uma viagem. A “Remada dos Igarapés” é uma delas, que já vem sendo testada com sucesso com o público interno e grupos pequenos que já voltam a ser recebidos no Amapá.

Recentemente, com a reabertura do Bioparque da Amazônia, em Macapá, os guias de turismo Sandro Borges e Claudomir Fagundes, recepcionaram aventureiros que são agentes de viagem. Mais que isso, duas tradicionais lideranças do setor, a atual presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagem (ABAV/AP) Socorro Pereira, e a ex presidente da entidade Rosangela Chagas.

Elas embarcaram nos caiaques da expedição que exige, claro, muita disposição para remar, mas também uma experiência única de estar muito mais próximo da natureza, em toda a sua exuberância bem pertinho do centro da capital. ”

Teste

Para Socorro Pereira, participar de uma excursão remando por lugares encantadores fará toda a diferença como agente de viagem. “Não deixa de ser um teste para aferir os protocolos e o potencial do produto, que poderá ser comercializado quando a gente voltar ao normal, o novo normal”, disse a empresária.

Cartão-postal

Esse é um dos lugares de passeio dentro da cidade de Macapá, um pedaço da Amazônia no extremo norte do Brasil.

Compartilhe:

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile