Banner
Controladora Great Panther divulgou atualização dos planos de exploração da mina de ouro Tucano, no Amapá
Economia

Mina Tucano: sucessora da Beadell anuncia mais investimentos no Amapá

Marcelo Portela, do NMB

GOVE  mobile

A Great Panther informou ainda que o programa de exploração de minas próximas à atual operação durante o ano consistirá em 10.000 metros de circulação reversa e 18.000 metros de sondagem diamantada. O presidente e diretor-executivo da companhia, Jeffrey Mason, afirmou que, “com um aumento de três vezes nas sondagem planejada para 2020, estamos trabalhando para capitalizar o potencial de exploração de Tucano”.

Segundo Mason, os trabalhos na área identificaram alvos próximos à operação atual “que podem levar ao desenvolvimento de novas zonas mineralizadas”. “Priorizamos as perspectivas de novas descobertas mais distantes. Além disso, com o preço atual do ouro bem acima dos preços usados nos projetos históricos, estamos analisando oportunidades para expandir as cavas existentes”, declarou.

A Great Panther adquiriu Tucano em março de 2019 e realizou 17.400 metros de sondagem exploratória até o final do ano. De acordo com a empresa, uma consideração importante para a exploração perto da mina “é a distinção entre minério de óxido e minério de sulfeto (rocha fresca)”.

A Great Panther informou que, apesar de a produção histórica na mina ter sido focada no minério de óxido devido, uma atualização na planta de processamento eliminou restrições anteriores e permitiu o processamento de minério de sulfeto, “alcançando recuperações de ouro de cerca de 92% e abrindo extensões de profundidade para avaliação e exploração”.

“Além disso, os atuais níveis de preços do ouro oferecem o potencial de ampliar e aprofundar alguns furos abertos, e está sendo realizada uma sondagem de delineamento entre os contornos atuais dos furos e as partes mais profundas propostas”, afirmou a companhia.

A empresa

A 200 km de Macapá, no Amapá, a Mina Tucano soma aproximadamente 3,4 milhões de onças de ouro em recursos minerais e 1,47 milhão de onças em reservas. A Mina Tucano é uma subsidiária da Great Panther Mining Limited, uma nova empresa intermediária de mineração e exploração de metais preciosos listada na Bolsa de Valores de Toronto negociada sob o símbolo GPR, e na NYSE American sob o símbolo GPL. Opera três minas, incluindo a Mina de Ouro do Tucano, no estado do Amapá, e duas minas principais de prata no México: o Complexo de Minas de Guanajuato e a Mina de Topia. A Great Panther também está avaliando o reinício do projeto Coricancha no Peru.

Compartilhe:

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile