Banner
Grande comitiva acompanhou a agenda de representantes da China Railway no Porto de Santana | Fotos: CB
Economia

Holding chinesa anuncia investimentos de US$ 200 milhões no Amapá

Cleber Barbosa, da Redação

Estácio mobile

Tendo à frente a poderosa China Railway, maior compradora de aço do mundo, um consórcio de seis empresas anuncia investimentos na ordem de US$ 200 milhões (de dólares) no Amapá em logística e mineração. Executivos e representantes jurídicos do conglomerado estiveram nesta segunda-feira (14) no Porto de Santana, numa reunião com autoridades do Estado e do Município, quando deram mais detalhes dos negócios que estão realizando no país e outras ações em fase de prospecção.

Segundo Liu Lin, representante da China Railway nº 10 Engineering Construtora do Brasil Ltda. os investimentos chineses começaram em 2014 e a primeira filial no Brasil se instalou oficialmente em 2015, em São Paulo. “Já foram aportados no Brasil investimentos na ordem de US$ 3 bilhões de dólares, na construção de rodovia no Pará, uma ferrovia no Nordeste, uma ponte em Salvador (BA) e uma unidade de tratamento de água no Rio Grande do Sul”, enumerou Lin.

O executivo ratificou que os chineses tem muito interesse em investir no estado do Amapá, citando como exemplo ajudar na expansão do Porto de Santana, que se projeta como um grande entreposto de cargas na região Amazônica. “Mas já iniciamos tratativas com o Governo do Estado no sentido de participar de ações em parcerias, concessões e diversas outras possibilidades dentro do modelo de PPP [Parceria Público Privada]”, completou o executivo.

O vice-governador do Amapá Jaime Nunes dialoga diretamente com representantes da holding chinesa

Falando em nome do Estado, o vice-governador Jaime Nunes disse que vem acompanhando pessoalmente as negociações com o mercado, reforçando a boa vontade do Amapá em abrir as possibilidades de trocas comerciais com investidores como a China Railway. “É uma satisfação recebe-los aqui em nosso estado, especialmente quando estamos trabalhando firmemente no propósito de buscar nossos investimentos para o desenvolvimento econômico e a retomada da indústria no Amapá”, disse ele.

Mineração

Representantes da China Railway e da Cibra Resorces S/A durante visita à Companhia Docas de Santana

O consórcio liderado pela China Railway apresentou formalmente às autoridades judiciais uma proposta para a aquisição de 3,5 mil toneladas de rejeito de manganês estocados em Serra do Navio, numa negociação que prevê o pagamento de R$ 70 milhões. Com aval do Ministério Público, Poder Judiciário, Procuradoria do Estado e das Prefeituras de Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio e Santana, houve sentença favorável da juíza Marcella Peixoto Smith, na semana passada, para que o embarque do minério aconteça nos próximos dias, o que deverá representar uma importante injeção na economia desta tradicional região mineradora.

O braço do consórcio da China Railway para o setor de mineração é composto pelas empresas Cibra Resorces S/A, Cibra Resources INC, Amazon Brasil Mineração Eireli e Brasmin Mineração Ltda.

Compartilhe:

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile