Banner
O novo prédio tem uma área de mais de 7.000 m² e foi trabalhado na sustentabilidade e modernização | ASCOM
Economia

Fecomércio apresenta nova sede da instituição para a imprensa amapaense

Da Redação

Vacina Amapá – 2 dose

A Federação do Comércio Bens Serviços e Turismo (Fecomércio) do Amapá, nos seus 30 anos de existência, apresenta mais um avanço em sua história. Nessa segunda-feira, 23, foi apresentado à toda imprensa local a nova
sede da instituição. O espaço está pronto para comportar todos os colaboradores que contribuem e auxiliam
os sindicatos e a Federação na defesa dos direitos e interesses do Comércio de bens e serviços. O prédio possui uma área de 7.204,20 m² e, aproximadamente, 20 m de altura.

De acordo com a Fecomércio, os 6 andares e um subsolo incorporam o que há de mais moderno e estratégico em um prédio único e atraente, localizado no centro executivo de Macapá. Com esses diferenciais, inaugura todos os andares já locados para instituições como o Ministério Público, Tribunal de Justiça e Cooperativa Sicredi.

O andar da Federação conta uma Sala Deliberativa planejada para 38 lugares, equipada com áudio e vídeo. Toda essa inovação possui ainda a contribuição de profissionais de serviços administrativos, técnicos, jurídicos e pesquisas realizadas pelo Instituto Fecomércio. O Instituto Mulheres Empreendedoras do Bem (MEB) também conta com
espaços no novo prédio.

Aproveitamento de água pluviais

O edifício realiza a captação de águas pluviais, que desce por uma tubulação e é guardada numa cisterna com capacidade para armazenar 104m³ de água. Essa água é usada para dar descarga nos vasos sanitários e limpeza da calçada.

Estação de tratamento de esgoto

Outra novidade é a Estação de Tratamento de Efluentes. Aqui, todo o esgoto produzido de águas cinzas e negras vão para uma estação onde 98% passa por tratamento e, em seguida, é destinado para a tubulação de esgoto da Caesa.
Com o tempo, o lodo que fica acumulado na estação de tratamento é retirado e vendido para as pequenas comunidades que trabalham com produção de hortaliças. Esse lodo é considerado um dos melhores adubos que existem.

Energia elétrica

No prédio foi instalado um grupo gerador com capacidade para produzir 500 kVA de energia, que convertido são 500.000 watts de potência. Ou seja, em caso de falta de energia elétrica, os geradores poderão suprir a demanda do edifício. Para que os ambientes contassem boa iluminação, foram utilizados “Janelas em Fitas” que possuem em um vidro chamado “Blue Royal” no qual permite a entrada de 55% de luz natural e bloqueia 77% de calor. Além disso, um projeto para implantação de placas solares está em andamento.

Refrigeração

No prédio foi utilizado o sistema VRF, do inglês “variable refrigerant flow”, ou “Fluxo de Gás Refrigerante Variável”, é um sistema de ar condicionado central que funciona com uma única condensadora (unidade externa) ligada a várias evaporadoras (unidades internas). Na nova sede, a refrigeração é eficiente e inteligente. Por exemplo, à medida que as salas forem esvaziando as salas, a refrigeração diminui. Com isso, as condensadoras reduzem o consumo de energia permitindo uma economia de 40% no consumo de energia na climatização. As salas técnicas no subsolo permitem que um técnico monitore as condensadoras para saber onde há fuga de gás ou qual máquina apresenta algum defeito.

Acessibilidade

A nova sede conta com rampas de acesso na sua entrada, dois elevadores de e acesso com linguagem braile, banheiros acessíveis e sinalização tátil.

Terraço

O terraço se destaca pela vista panorâmica do majestoso Rio Amazonas. Em sua estrutura, é composto por auditório multifuncional para 200 pessoas e Restaurante Executivo.

Compartilhe:

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile