Banner
Os novos dirigentes da Fetrap e autoridades locais no evento de posse | Foto: Breno Vinícius
Economia

Empossada a primeira diretoria da Federação dos Transportes do Amapá

Tomaram posse na noite desta segunda-feira (04) em Macapá, os dirigentes da primeira diretoria da Federação Amapaense dos Transportes (Fetrap), em cerimônia que aconteceu no auditório da Federação do Comércio do Amapá (Fecomércio).

Estácio mobile

Uma dos principais compromissos é unir o setor de transportes para dar mais visibilidade as demandas do segmento, principalmente na melhoria de infraestrutura. Vantuiler Júnior, presidente da Fetrap, é quem terá a responsabilidade de encabeçar essa tarefa. “Faltava organizar a parte patronal para somar forças na hora de conversar com as autoridades e apresentar nossas demandas. Um segmento unificado tem muito mais peso do que conversas unilaterais e é isso que vamos fazer”, disse Vantuiler.

Durante a cerimônia de posse, estiveram presentes empresários do setor de transporte rodoviário e fluvial, além de empresários do comércio, que representam a última etapa entre a saída de um produto da indústria e o consumidor. Jaime Nunes, empresário que atua também no setor de transporte de cargas, falou a importância da Fetrap, “Faltava esse reconhecimento aqui no Estado, não apenas da nossa organização, mas também do ponto de vista de gestão. Nós não podemos mais ter instituições sendo geridas por outros estados como no caso do Sistema Sest/Senat, que é administrado por Manaus. Agora nos temos federação aqui pra cumprir também esse papel”, disse ele.

Aspecto da cerimônia de posse da diretoria da Federação dos Transportes, no auditório da Fecomércio | Foto: Breno Vinícius

O Comandante da Capitania dos Portos do Amapá, capitão-de-fragata Cézar da Silva, também esteve presente ao evento e reforçou a posição estratégica do Estado para o transporte. “Muita gente me pergunta se eu acredito que o Amapá é um estado estratégico geograficamente e eu digo que não tenho a menor dúvida, tanto que ao chegarem em território brasileiro, os navios começam pelo Amapá e se ainda falta infraestrutura, com o tempo ela virá”, avaliou.

A direção empossada ficará a frente da federação pelos próximos quatro anos, até que ocorram novas eleições.

 

Entrevista em vídeo com o presidente da Federação dos Transportes

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile