Banner
Uma diversificada programação cultural marcou as comemorações de 74 anos da cidade | Fotos: Divulgação
Amapá

De portas abertas ao turismo, Oiapoque faz 74 anos de criação

Lilian Azevedo, da Redação

GOVE  mobile

Uma programação diversificada marca a semana de aniversário de 74 anos do município de Oiapoque, na fronteira do Brasil com a Guiana Francesa. Foram inúmeras iniciativas para destacar a importância da cidade que tem como slogan “Aqui começa o Brasil”, com destaque para a qualificação e capacitação de moradores e empreendedores de todos os portes para atender a vocação turística com esse lugar falado em todo o Brasil mas ainda longe de se tornar um destino turístico consolidado, daí a relevância de iniciativas como essas.
Foram diversos parceiros que estiveram ombreados com a Prefeitura de Oiapoque para levar adiante as comemorações. O Governo do Estado, por exemplo, promoveu uma Feira de Artesanato, através de parceria com a Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete), que cedeu 48 barracas, 3 tendas, caminhão baú para o transporte de peças artesanais e apoio logístico para o evento.

Calendário
A feira está inserida no calendário anual da Sete, que, pelo segundo ano consecutivo, participa do evento com as tendas e barracas adquiridas com recursos da Agência de Fomento do Amapá (Afap), através do Fundo de Apoio ao Microempreendedor e ao Desenvolvimento do Artesanato do Amapá (Fundmicro). “O objetivo do Estado é fomentar a economia e criar oportunidades de emprego e renda aos empreendedores individuais, artesãos, microempreendedores e outros segmentos que atuam em Oiapoque”, afirmou a secretária do Trabalho e Empreendedorismo, Marcella Chesca.

Empreendedorismo
Ainda nessa pegada voltada ao empreendedorismo, o Sebrae-AP levou para Oiapoque a Semana do MEI (Microempreendedor Inidividual). Com programação gratuita, microempreendedores individuais e empresários podem participar de palestras, oficinas e seminários para melhorar o seu negócio, além de orientação empresarial sobre gestão, inovação, finanças, obrigações e benefícios do Microempreendedor.

Pesca
A Secretaria Municipal de Pesca e Aquicultura,montou estande com exposição de artefatos de pesca e também com degustação da gastronomia local, à base de peixe.

Iniciativas de cunho social para coibir a exploração sexual

A festa de aniversário contou ainda com palestras e uma blitz educativa para coibir a exploração sexual de crianças e adolescentes, como também práticas esportivas, dentre eles um torneio de xadrez e, claro, uma partida de futebol bastante concorrida entre as seleções de Oiapoque e Calçoene, município vizinho mais próximo, o primeiro em direção à capital do Estado, na BR 156. Também houve a escolha da Miss Oiapoque 2019, com quatro belas candidatas.
No campo social, aconteceu o Casamento Comunitário, iniciativa que regularizou o relacionamento de diversos casais da cidade. O evento aconteceu na Assembleia de Deus a Pioneira e foi organizado pela Secretaria Municipal de Ação Social e Trabalho.
Mas também teve ações pelo Dia Mundial de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A Secretaria de Trabalho e Assistência Social, por meio dos Equipamentos CREAS e CRAS, realizou o evento denominado “Faça Bonito”, nas dependências da Igreja MAR. A prefeita Maria Orlanda, esteve presente e levou uma mensagem a todos os participantes, assim como o presidente da Câmara Municipal, José Nazareno Rodrigues.

A trajetória de um lugar marcado pela história de grandes navegações

Durante o período colonial, o município de Oiapoque era parte da Capitania do Cabo Norte. Nos primórdios do século XVI, os portugueses da América travam lutas com outros europeus, para estabelecer domínio territorial ao sul do rio Oiapoque – na época conhecido como Vicente Pinzón – e ao norte do rio Amazonas, para expandir os impérios colonizadores que cada grupo representava. Os primitivos habitantes da região são antepassados dos povos Waiãpi, que ocupavam a extensão territorial do rio Oiapoque, dos Galibi e Palikur, concentrados no vale do rio Uaçá e seus afluentes.
O município de Oiapoque originou-se da morada de um mestiço, em data que não se pode precisar, de nome Emile Martinic, o primeiro habitante não-índio do município. Sabe-se que a localidade passou a ser conhecida como “Martinica”; e, ainda hoje, não é raro ouvir essa designação, notadamente de habitantes mais antigos.
Em 1907, o Governo Federal criou o Primeiro Destacamento Militar do município, que servia de abrigo a presos políticos. Alguns anos depois, esse destacamento foi transferido para Santo Antônio, atual distrito de Clevelândia do Norte, com a denominação de Colônia Militar. Para consolidar a soberania nacional sobre as áreas limítrofes, face ao contestado franco-brasileiro, foi, então, erguido um monumento à pátria, indicativo do marco inicial do território brasileiro.
Números – Oiapoque localiza-se no extremo norte doestado do Amapá. Sua área é de 22,625 km²; e sua população, de acordo com as estimativas de 2014, era de 23.628 habitantes. Sua área é de 22,625 km²; e sua população, de acordo com as estimativas de 2014, era de 23.628 habitantes.

Curiosidades

– A palavra Oiapoque tem origem tupi-guarany, sendo uma derivação do termo oiap-oca, que significa casa dos Waiãpi.

– Oiapoque fica a aproximadamente 570 quilômetros por estrada da capital do estado, Macapá. O caminho é feito através da Rodovia BR-156, que possui boa parte pavimentada, restando apenas cerca de 100 quilômetros sem pavimentação. .

570 Km
Distância rodoviária entre Macapá e Oiapoque.

MISS OIAPOQUE

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile