Banner
A Polícia Militar não registrou nenhuma ocorrência de natureza grave no trajeto do bloco | Fotos: José Baía
Cultura

Com reforço no policiamento, passagem do bloco A Banda é tranquila

Com 54 anos de cultura e tradição na terça-feira Gorda de Carnaval, o maior bloco carnavalesco do Norte, a Banda, voltou a percorrer as ruas do Centro de Macapá.

Estácio mobile

Este ano, cerca de 150 mil brincantes foram às ruas da capital. E para garantir a segurança e tranquilidade desse exército da irreverência e alegria, um outro bloco entrou em cena. Organizado pelo Governo do Amapá, o Bloco da Responsa representa um conjunto de ações de cultura, saúde e segurança pública, montado para assegurar folia e tranquilidade às famílias amapaenses.

Entre essas ações esteve o esquema de segurança da Banda, que distribuiu, por pontos estratégicos do percurso, um aparato de 397 policiais, 15 viaturas, 10 motocicletas e três ônibus. O Corpo de Bombeiros levou 170 militares para o evento, que também teve o apoio de equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Polícia Civil (PC) e agentes da Guarda Civil Municipal; além do apoio aéreo do Grupo Tático Aéreo (GTA).

De acordo com o diretor de operações da PM, coronel Jones Miguel, foi disponibilizado um efetivo grande e divido em dois turnos. “Estamos com militares designados para o início até o encerramento do evento, com escalas definidas para um policiamento em todo trajeto e outro para ficar no trabalho ostensivo na dispersão do evento. Ressaltamos também que o trabalho na Banda não interfere no policiamento rotineiro da cidade”, enfatizou.

Tranquilidade

Até às 19h30, quando os últimos foliões estavam próximos ao fim do percurso, a Polícia Militar não registrou nenhuma ocorrência de natureza grave. Apenas alguns casos de desentendimentos, que logo foram controlados pelos militares. Com a segurança garantida, durante todo o percurso o clima foi de muita folia, brincadeiras e um entusiasmo contagiante, que reuniu famílias.

“Nós estamos pela segunda vez juntas na Banda e sempre nos divertimos muito. Este ano observamos uma grande concentração de policiais militares e também bombeiros, isso dá um aspecto de segurança e tranquilidade durante nossa brincadeira”, destacou a estudante Juliana Dias, que esteve na festa com mais três amigas.

O Governo do Amapá também realizou ações educativas dentro do bloco A Banda. Agentes de diversas secretarias do Estado estiveram com uma tenda montada ao lado do Teatro das Bacabeiras, no início do percurso, distribuíram materiais educativos de combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes e de conscientização ao volante; além de preservativos em alusão a campanha de prevenção a DST´s.

A servidora pública Mércia Pinho, contou que pela primeira vez prestigiou a programação da Banda e mostrou satisfeita com os trabalhos desenvolvidos pelos órgãos durante o evento. “Não imaginava que dentro desse grande bloco de carnaval havia toda uma estrutura que realiza os serviços de conscientização de assuntos de extrema importância para a sociedade. Todos estão de parabéns pela iniciativa e espero que assim continue”, disse.

Conscientização

Pelo terceiro ano consecutivo, o “Bloco Responsa” esteve dentro da Banda chamando a atenção dos brincantes para a responsabilidade ao volante, prevenção a saúde e conscientização sobre o abuso sexual de crianças e adolescentes, todos estes serviços tiveram ações reforçadas durante o período do carnaval.

Cultura e Tradição

A Banda é Patrimônio Cultural do Município de Macapá e Patrimônio Histórico, Cultural e Imaterial do Estado do Amapá, tombado nos anos de 2006 e 2012 respectivamente. José Figueiredo Souza, 79 anos, o “Savino”, é organizador geral do evento e um dos fundadores do bloco.

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile