Banner
Opinião

Notas da coluna ARGUMENTOS, sexta-feira, dia 01 de fevereiro de 2019.

Dama

Estácio mobile

Faleceu ontem (31), em Brasília, vítima de complicações de saúde a ex primeira-dama do Amapá, Dona Yeda Nova da Costa, aos 91 anos de idade. Ela estava em casa, na Asa Sul de Brasília, onde morava com o marido, o ex governador Jorge Nova da Costa.

Sucessão

Nova da Costa foi o penúltimo governador nomeado do então Território Federal, no governo de José Sarney, tendo sido sucedido por Gilton Garcia – já na gestão de Fernando Collor de Melo.

Social

Dona Yeda vinha há mais de um ano em tratamentos ortopédicos, o que lhe tirava a parte da mobilidade. Yeda também foi superintendente da extinta Legião Brasileira de Assistência (LBA) em Macapá.

Sarney

Amigo pessoal da família Nova da Costa, o ex presidente José Sarney disse lamentar profundamente o falecimento de Dona Yeda. Ele acompanhará em Brasília nesta sexta-feira os funerais da ex primeira-dama.

Mimo

O filho do casal Jorge e Yeda, o economista Paulo Nova da Costa, disse que ela visitou Macapá pela última vez em 2017, mas sempre que ele a visitava, fazia um único pedido em especial: comprar farinha.

Crédito

O Banco da Amazônia (BASA) anunciou ontem em Macapá um investimento inédito no Amapá, na ordem de R$ 450 milhões que os produtores amapaenses terão disponíveis pelo Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), em 2019. Protocolo foi assinado entre o governador Waldez o presidente Valdecir Tose.

Acordo

Assinado protocolo para a aplicação de recursos assinado por Waldez e o presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, em solenidade no Museu Sacaca. O BASA é o banco que executa operações de crédito do FNO, instrumento que visa contribuir no desenvolvimento econômico e social da Região Norte.

Crivo

O Protocolo de Intenções foi elaborado pelo BASA e submetido ao Ministério da Integração Nacional e à ainda à Superintendência da Amazônia (Sudam). Entre outros aspectos, o documento contempla as estratégias de ação e os programas de financiamento, além dos planos estaduais de aplicação de recursos.

Números

Dos R$ 450 milhões, R$ 273,4 milhões são das diversas vertentes de crédito do FNO e, R$ 19,8 milhões da Carteira de Crédito Comercial. Os recursos das demais fontes somam mais de R$ 110 milhões e serão aplicados segundo a dinâmica econômica local e a demanda apresentada.

 

Deixe Seu Comentário abaixo: