Banner
Opinião

Notas da coluna ARGUMENTOS, domingo e segunda-feira, dias 10 e 11 de março

Trampo
O governador Waldez terá uma agenda de recepção em Macapá e Santana ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, neste domingo. Em pauta, retomar obras paralisadas há tempos por estas bandas. Articulação foi de Davi, presidente do Senado.

Saúde
O juiz federal João Bosco Soares foi ao rádio ontem e disse que por aqui também vinham sendo feitas tratativas para destravar obras como o antigo Hospital Metropolitano. Agora será especializado em traumas.

Rusga
Por falar no magistrado, ele volta ao noticiário por conta de uma crise com a cúpula do MPF no Amapá. João Bosco ingressou com uma queixa crime no STF contra procuradores e um delegado da PF.

Farda
Quem está de volta à Polícia Federal é Marcos Reátegui, que cumpriu mandato de deputado federal até fevereiro. Ele é delegado de carreira e havia se especializado em crimes fazendários.

Lotação
O ex parlamentar também foi ao rádio ontem. Em entrevista ao nosso Conexão Brasília, disse que deve ficar sediado em Brasília, mas não descartas remoção para sua terra-natal. É macapaense.

Fronteira

Um grupo de empresários do Amapá visitou a fronteira do Brasil com a Venezuela na semana passada. Edevaldo, Gilberto, Diogo e Tork tiveram o que definem como uma experiência de vida por lá. E aquela vontade de voltar para casa, apesar dos pesares, como se diz. “Vivemos num país maravilhoso”, resume Xavier.

TRE
Em sessão solene realizada na última sexta-feira, no plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP), os desembargadores Rommel Araújo e Gilberto Pinheiro foram empossados como presidente e vice-presidente/corregedor do TRE-AP, respectivamente, para o biênio 2019/2021.

Fala
Os novos dirigentes da Justiça Eleitoral garantiram empenho no cumprimento da legislação eleitoral, combate a corrupção, humanização na administração e trabalhos sociais junto ao eleitor.Eles foram saudados pelo juiz eleitoral Rivaldo Valente, que deu as boas- vindas aos novos gestores.

Pito
Em seu discurso, Rommel Araújo falou da necessidade de combater a corrupção eleitoral, a fim de ter uma sociedade mais justa e igualitária, já que as mudanças que se quer. “Ninguém suporta mais o descompromisso com a coisa pública, o jeitinho brasileiro de levar vantagem em tudo”.

 

Deixe Seu Comentário abaixo: