Banner
O deputado Acácio Favacho (PROS/AP), que foi presidente da Câmara Municipal de Macapá | Foto: Divulgação
Política

Acácio quer usar interação com a sociedade para proposições na Câmara

Lilian Azevedo, da Redação

Estreante no Congresso Nacional, o deputado federal Acácio Favacho (PROS/AP) está inovando neste início de mandato, ao usar a interação com a sociedade para definir suas proposições legislativas.  Por meio de oficio encaminhado ao reitor da UNIFAP (Universidade Federal do Amapá, Júlio César Sá de Oliveira, ele solicitou a possibilidade de levantar uma discussão junto ao Conselho Universitário de uma bonificação regional de 30% na nota do Enem, para os alunos que concluírem o ensino médio regular e presencial nas escolas do Amapá e que tenham optado pela ampla concorrência.

Desde que assumiu o mandato de deputado federal Acácio Favacho, vem se destacando como um grande articulador e um dos defensores no avanço da educação. “Não poderíamos ficar calados com o desequilíbrio educacional existente, entre a região norte e as demais regiões do pais, fazendo com que essa política afirmativa, se dá pela necessidade de garantir uma política de oportunidade de acesso ao ensino superior para alunos da região do Amapá”, justifica o parlamentar.

O Governo Federal publicou a chamada Lei de Cotas (Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012), considerada como grande passo para consolidar as políticas de ações afirmativas, pela qual as universidades, institutos e centros federais devem reservar 50% das vagas em seus processos seletivos a candidatos cotistas; e a UNIFAP vêm cumprindo com essa determinação.

Entretanto, dados do IDEB (Índice de Educação Básica) sinalizam discrepâncias entre os avanços da região Norte e as outras regiões do País, aspecto que, de certa forma, causa prejuízo e limita o ingresso na UNIFAP do aluno nortista, mais precisamente dos estados do Amapá e das regiões ribeirinhas, via ENEM. Essa realidade não se restringe ao Amapá. Diversas instituições públicas de Ensino Superior, em especial das regiões Norte e Nordeste, vêm adotando o sistema de bonificação.

 

Deixe Seu Comentário abaixo: