Banner
A contenção da criminalidade nesse ambiente é essencial para a qualidade da educação pública | Divulgação
Cidadania

Ministério Público do Amapá e Polícia Militar dialogam policiamento

Da Redação

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio do Centro de Apoio Operacional da Educação (CAO-EDU), reuniu com o Comando-Geral da Polícia Militar do Amapá (PM-AP). O objetivo foi dialogar sobre as ações no âmbito do policiamento escolar em Macapá.

Participaram do encontro a coordenadora do CAO-EDU, promotora de justiça Klisiomar Dias, acompanhada do coronel Joércio dos Santos. Eles realizaram as tratativas com a comandante-geral da PM, coronel Heliene Braga, e o coronel Aldinei Almeida.

Durante a reunião, a promotora de Justiça dialogou com as autoridades militares sobre estratégias de policiamento escolar. De acordo com a representante do MP-AP, a contenção da criminalidade nesse ambiente é essencial para a qualidade da educação pública e sociedade em geral. Portanto, o diálogo e união institucional, entre Ministério Público e a corporação, é fundamental para atividades conjuntas a serem desenvolvidas com este propósito.

“A filosofia do policiamento comunitário escolar diz respeito a uma política pública que tenta coibir as atuações das facções nas escolas. Esses grupos recrutam menores e usam as unidades escolares para comercializar drogas, porque são clientes fáceis para essa comercialização ilícita. O policiamento escolar acaba sendo uma resposta inclusiva para a sociedade, que visa proteger as crianças e adolescentes nos ambientes escolares e que auxiliará membros do ministério público com atuação no combate ao crime organizado, na defesa dos direitos de crianças e adolescentes ao acesso ao ambiente escolar com a segurança que a comunidade almeja”, avaliou a promotora Klisiomar Dias.

Compartilhe:

Deixe Seu Comentário abaixo:

Banner Gif Mobile