Banner
Opinião

Notas da coluna ARGUMENTOS, sábado, dia 05 de maio de 2018.

Humor

O juiz trabalhista Cláudio Rendeiro, do Judiciário do Pará, está em Macapá para apresentar pela primeira vez ao grande público seu hilário personagem dos palcos, Epaminondas. Muito conhecido pelas redes sociais por aqui, fará apresentação no Bacabeiras.

 

Estratégia

Se você pode achar estranho um magistrado fazendo humor, saiba que a ideia surgiu exatamente como ferramenta pedagógica em ações de aproximação do Judiciário das comunidades mais carentes.

 

Eficaz

O personagem é uma homenagem do juiz ao homem ribeirinho, uma figura carismática, autêntica e muito simples. A empatia é imediata e os resultados com as premissas da conciliação são altamente favoráveis.

 

Contas

Já especialistas da Auditoria Geral do Pará (AGP) realizaram esta semana em Macapá, no auditório do Sebrae, o seminário “Apresentação de Metodologia para Elaboração e Certificação de Contas de Gestão”.

 

Sistema

A ação é uma parceria do Tribunal de Contas do Estado do Amapá e da Controladoria Geral do Estado para orientar gestores e técnicos sobre o novo modelo de prestação de contas junto ao TCE/AP.

 

Mobilização

Aspecto da reunião de ontem das forças de segurança lotadas no Amapá. O secretário Carlos Souza anunciou que a segurança pública do Amapá ganhará o reforço da Força Nacional de Segurança, em conjunto com o Comando de Fronteira do Exército Brasileiro, na região fronteiriça do Amapá com a Guiana Francesa.

 

Segurança

Órgãos de segurança definem estratégias para o combate à criminalidade no Amapá. Durante encontro realizado ontem na Sejusp, ficou definido que os órgãos de defesa social intensificarão as ações conjuntas no enfrentamento aos principais crimes. Compartilhar informações será a estratégia.

 

Ilícitos

Durante a reunião, foi exposto o atual cenário da segurança pública do Amapá, que serviu como base para as ações operacionais. De acordo com titular da Sejusp, coronel Carlos Souza, os crimes que mais afligem a população amapaense são homicídio, roubo, tráfico de entorpecente, crime infanto-juvenil e crime contra a mulher.

 

Ações

Para combater esses crimes, os órgãos deverão intensificar ações conjuntas de enfrentamento. Como exemplo mobilização da Polícia Rodoviária Federal e Batalhão Rodoviário Estadual que atuam nas rodovias. Ou também a ação da Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Federal.

 

Deixe Seu Comentário abaixo: