Banner
Opinião

Notas da coluna ARGUMENTOS, domingo e segunda-feira, 17 e 18 de junho de 2018

Rússia

Os mais antigos diriam que é chegada a hora de separar os homens dos meninos. O fato é que aquilo que os jogadores de futebol se preparam a vida toda é colocado à prova na Copa do Mundo. Estrelas, ídolos planetários são testado ao extremo.

 

Brasil

E neste domingo será a vez da estreia do Brasil no mundial da Rússia, com uma enorme expectativa de que possa fazer bonito no torneio. Que é curto, seletivo, teste pra cardíaco como diria o Galvão Bueno.

 

Hora

E por falar em estrelas, sou mais Neymar nessa Copa, pela motivação pessoal do craque em reescrever sua história com a seleção em mundiais. Outras estrelas da Copa começaram mal, como Messi e Guerrero.

 

Exagero

Uma coisa que é preciso separar é a política do esporte. Não existe isso de torcer contra a seleção na Copa como forma de protesto contra o momento por que passa o país. Coisa de gente que vai ao extremo.

 

Esporte

Em outra época, num passado recente, nosso país também ia mal no campo institucional, mas existia motivos para a gente sentar à frente da tv para assistir o Senna empunhar nossa bandeira na F1.

 

No rádio

Olha aí a participação do comandante do 4º Distrito Naval (PA, AP, MA e PI) no programa de ontem. O Almirante Edervaldo disse que o Conexão Brasília é um projeto de comunicação como outros que podem disseminar informações sobre a segurança da navegação e como cada um tem sua responsabilidade, tripulantes e passageiros.

 

Militar

Na palestra proferida em Macapá, o Almirante Edervaldo Teixeira foi de uma enorme contundência para dizer não concordar que a notícia da suposta presença de corais amazônicos estaria deixando o Amapá de fora da corrida do petróleo. “Isso é coisa de quem não quer o nosso desenvolvimento”, disse.

 

Convívio

O oficial general da Marinha diz que se considera também ecológico, tanto que já plantou mais de 200 árvores ao longo da vida, mas acredita ser perfeitamente possível o convívio desses corais com o trabalho de exploração de petróleo e gás natural na Foz do Rio Amazonas, tudo em nome do progresso do país.

 

Potencial

Edervaldo Teixeira diz que as estimativas são de que a Costa do Amapá possuam uma reserva de 15 bilhões de barris de petróleo e 30 trilhões de pés cúbicos de gás natural. Ele também diz que o Amapá deve apostar no projeto de escoar os grãos do Centro-Oeste pelo Porto de Santana. É a força do Agro.

 

Deixe Seu Comentário abaixo: