Banner
Opinião

Notas da coluna ARGUMENTOS desta quinta-feira, dia 19 de abril de 2018.

STJ

A ex ministra Eliana Calmon, do Supremo Tribunal Federal (STF) jogou ‘aquilo’ literalmente no ventilador. Ao participar de um seminário, concedeu uma entrevista bombástica a um site jurídico, que está dando muito o que falar. Ela sempre ‘cortou na carne’.

 

CNJ

Entre outras afirmações da ex ministra – que foi também presidente do Conselho Nacional de Justiça – ela diz que existem vários casos suspeitos de enriquecimento ilícito de juízes, sugerindo venda de sentenças.

 

Vídeo

A magistrada aposentada foi além, atirando suspeitas também sobre magistrados que atuam na operação Lava Jato. Por fim, diz que colegas dizem ser inconstitucional investigar juízes. (www.cleberbarbosa.net)

 

Agro

Terminou ontem o seminário “Campo Futuro”, promovido pelo Sistema SENAR e CNA, que escalou dois especialistas para o painél em Macapá: Alan Malinski e Diego Humberto de Oliveira, de Brasília.

 

Campo

A dupla foi conduzida ainda a um ‘dia de campo’ conduzido por Iraçu Colares (FAEAP) e Daniel Sebben (APROSOJA). Saíram impressionados com o que viram e ouviram sobre o potencial do mercado.

 

Enchente

O próprio comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Wagner Coelho, na foto com os pés no Rio Jari, coordena as ações de apoio às vítimas de nova enchente na região. A Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e SIMS estão fazendo o levantamento das pessoas atingidas pela cheia que afeta o município.

Jari

A chuva continua castigando a região sul do Estado. Em Laranjal do Jari, o nível do rio Jari atingiu 2,34 metros ontem. Oito bairros no município estão alagados. O Governo do estado, enviou uma força tarefa na segunda-feira, 16, para dar assistência as mais de 8 mil pessoas atingidas pela cheia.

 

Apoio

As ações são coordenadas pela Defesa Civil Estadual, coordenada pelo Corpo de Bombeiros Militar. Uma equipe de assistentes sociais da Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (SIMS), também está no município fazendo o cadastramento das famílias mais afetadas e que precisam deixar os imóveis.

 

Nomes

O cadastro vai permitir que as famílias tenham acesso a benefícios como cesta básica, água potável e outros produtos de necessidades básicas distribuídos pelo governo. As ações foram definidas durante reunião entre a Defesa Civil Estadual e o prefeito do município.

 

Deixe Seu Comentário abaixo: