Banner
Artigos

Jornalismo: A relação ambígua entre a imprensa e os avanços tecnológicos

O Paradoxo Imprensa x Tecnologia

 

Ao longo da história da imprensa os avanços tecnológicos sempre exerceram uma relação ambígua com o profissional jornalista. Ao mesmo tempo que os novos recursos o auxiliavam a produzir mais e melhor, logo eram popularizados, tinham o custo reduzido e o trabalho do jornalista perdia valor. Com a fotografia foi assim. Os equipamentos foram ficando menores, portáteis, logo populares, fazendo multiplicar novos fotógrafos pelo mundo.

Outra relação paradoxal é que os grandes inventos tecnológicos sempre surgiram após grandes conflitos bélicos.

Na década de 1990 veio outra revolução, com a Internet. Ao mesmo tempo em que facilitou a vida do jornalista, dando-lhe mais agilidade para checar suas informações, enviar fotos que podiam atravessar os oceanos em segundos, como também a interligação pela rede mundial de computadores, inclusive gente disposta a bisbilhotar ou até sabotar o trabalho do jornalista, valendo-se do suposto anonimato.

Mais adiante, com a Internet 2.0, a interação possibilitou uma rechecagem daquilo que a imprensa produzia, dando agilidade ao trabalho de “suitar” os temas abordados, aferindo ainda mais precisão e eficácia a suas notícias.

Atualmente uma nova revolução está em curso, com um fenômeno chamado redes sociais da Internet. De ação imediata, em tempo real, ela deu novas possibilidades ao profissional jornalista, inclusive nas relações de trabalho, pois com a comunicação digital, onde um smartphone passa a ser uma estação de rádio ou até uma emissora de tv.

O problema é que qualquer pessoa pode se arvorar agora um comunicador, repassando informações sem nenhum critério ou técnica, “concorrendo” com a imprensa convencional. Felizmente a falta de credibilidade das notícias das redes sociais ainda favorece o papel da imprensa, que tem mais é que ir para a briga, por assim dizer, para dentro das redes sociais reafirmar que para quem busca por informação segura, séria e isenta – é só seguir as redes sociais de um veículo de imprensa.

 

Cleber Barbosa é jornalista amapaense, especializado em turismo, política e automobilismo, colunista do Diário do Amapá, apresentador do programa Conexão Brasília, na Rádio Diário FM, editor dos Blog’s Conexão Brasília, Sou Jipeiro e Blog do Cleber Barbosa, diretor do Portal do Agro.

 

 

Deixe Seu Comentário abaixo: