Banner
Waldez destaca que, mesmo em período de crise, Oiapoque recebe investimentos | Márcio Pinheiro/Secom
Amapá

Waldez recebe lideranças de Oiapoque e debate alternativas para a cidade

Representantes do “Movimento Povo que Luta”, uma sociedade civil organizada do município de Oiapoque, foram recebidos pelo governador Waldez Góes e gestores da equipe de governo para dialogar sobre demandas da cidade em setores como educação, infraestrutura, saúde e agricultura. O encontro aconteceu nesta terça-feira, 22, no Palácio do Setentrião, sede do governo amapaense.

O “Movimento Povo que Luta” é formado por 16 entidades do município. Durante o encontro, os representantes apresentam as reivindicações aos gestores de diferentes pastas e têm a oportunidade de identificar o andamento de cada uma das demandas apresentadas, dentro das atribuições do Estado. Ao fim do encontro, um relatório será produzido pela equipe de governo a partir do parecer dos gestores.

O documento será entregue ao governador que reunirá novamente com os representantes do “Movimento Povo que Luta” para falar sobre os encaminhamentos na tarde da quarta-feira, 23 – data em que é celebrado o aniversário de 73 anos do munícipio.

Boa parte das reivindicações apresentadas pelos membros da sociedade civil organizada está em trâmite ou sendo solucionada, como é o caso da conclusão e inauguração Praça de Oiapoque, que se encontra em processo de finalização. Quando concluído, o espaço será um ponto de lazer aos moradores e terá instalações como playground, pista de skate e academia ao ar livre. A inauguração da praça está prevista para acontecer até 30 de junho.

Os representantes também apresentaram demandas na área da educação, como reparo das instituições de ensino locais. O governo estadual investiu aproximadamente R$ 250 mil na manutenção geral elétrica da Escola Estadual Joaquim Nabuco, etapa necessária para que a instituição seja climatizada. O colégio também passará por uma manutenção predial civil, que deve iniciar durante o mês de maio, com duração média de 20 dias e investimentos de R$ 231 mil. Já a Escola Estadual Joaquim Caetano passa por obras de manutenção elétrica, nas quais foram investidos R$ 291 mil, ainda durante o mês de maio o colégio receberá manutenção de obras civis no valor de R$ 231 mil. A intervenção das demais escolas estaduais de Oiapoque obedecerá ao cronograma estabelecido pela Secretaria de Estado de Educação (Seed).

Durante o encontro, Waldez Góes frisou que, mesmo diante de uma crise econômica nacional – que consequentemente atinge o Amapá –, o governo do Estado pôde melhorar a estrutura de Oiapoque. Nos últimos anos, a cidade foi beneficiada pelo convênio para limpeza urbana, entrega de maquinários para a agricultura, além disso, a obra do muro de arrimo da orla está em andamento. O Hospital Estadual de Oiapoque também passou por avanços: houve a aquisição de um aparelho Raio-x capaz de examinar toda a estrutura corporal interna do paciente e, em 2017, a inauguração da lavanderia hospitalar.

“Diante do cenário de crise econômica nacional, o objetivo do governo passou a ser manter direitos e serviços, para não diminuir os benefícios da população amapaense”, frisou o governador.

O empresário do ramo de alimentação, Maik Stefane, é natural de Oiapoque e integra o “Movimento Povo que Luta”. O jovem participa do diálogo com os gestores e vê de forma positiva a oportunidade de discutir as prioridades de Oiapoque com os membros do governo estadual. “É importante esse diálogo do poder público com a população, para que os governantes conheçam suas demandas. Essa aproximação é essencial para o avanço da sociedade”, disse o empresário.

 

Deixe Seu Comentário abaixo: