Banner
A ex deputada Fátima Pelaes, primeira amapaense a ser ministra, quer ser a primeira senadora também
Política

Ex ministra Fátima Pelaes lança próximo dia 15 sua candidatura ao Senado

A ex ministra da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, a amapaense Fátima Pelaes (MDB-AP) confirma para a próxima sexta-feira, dia 15, o lançamento de sua pré-candidatura a senadora, com o aval da cúpula do partido, em Brasília. Ela diz que o local ainda não está definido, mas garante que apesar da grande experiência vivida na pasta federal que formula as políticas nacionais de gênero, pretende agregar homens e mulheres em torno desse projeto.

Falando à CleberBarbosa.Net, Fátima Pelaes diz que também acumula uma grande experiência à frente do PMDB Mulher, braço de formação política da legenda que defende a participação da mulher na política. “Não só votando como também sendo votada”, diz Fátima, que é recordista local em mandatos no Congresso Nacional – foram cinco legislaturas dela em Brasília.

Neste sentido, ela diz que o Amapá já dá um grande exemplo ao país, com a atual composição do Parlamento Estadual, onde praticamente a metade das cadeiras do Legislativo é ocupada por mulheres. “Temos uma disparidade em relação ao Congresso Nacional, onde as mulheres não são nem 10% do colegiado. Não queremos radicalizar em relação a política de gênero, queremos homens e mulheres lado a lado e acredito que os homens cada vez mais estão confiando em votar em mulheres também”, diz ela.

Fátima vinha encontrando dificuldades no diretório regional do MDB para viabilizar essa candidatura ao Senado, mas com muito trânsito e forte articulação junto aos dirigentes nacionais, como o presidente do partido, Romero Jucá, além do próprio presidente Michel Temer, conseguiu garantias para que possa se credenciar às convenções, sem inviabilizar outro nome local do MDB, o ex senador Gilvam Borges, que também pretende concorrer ao Senado, afinal são duas as cadeiras em disputa nas eleições deste ano no Amapá.

 

Deixe Seu Comentário abaixo: