Banner
Estado possui o segundo maior rebanho do país, com 270 mil animais criados por 150 produtores.
Economia

ExpoBúfalo vai apresentar potencial da economia bubalina no Amapá

Portal do Agro

A potencialidade e a importância da criação do búfalo para a economia do Amapá e a discussão dos fatores componentes deste processo, serão apresentados durante a 1ª ExpoBúfalo. Realizado pelo Governo do Amapá, o evento está programado para ocorrer de 30 de maio a 2 de junho, no Parque de Exposição da Fazendinha e passa a integrar o circuito da TecnoAgro Amapá.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Rural (SDR), Robério Nobre, a pecuária é uma atividade econômica importantíssima para o Estado, mas, que, por causa do impedimento sanitário, durante muitos anos ficou como área de risco para a aftosa. E isso não permitiu o crescimento esperado. “Isso não quer dizer que todos os dias a gente consuma 85% de carne de búfalo”, complementou.

Na quinta-feira, 24, o Amapá recebeu o certificado internacional livre da febre aftosa com vacinação. Isto será um passo importante para o desenvolvimento local e fará com que a pecuária agregue pontos positivos na economia e ao Produto Interno Bruto (PIB) do estado. O Amapá possui um rebanho de aproximadamente 300 mil cabeças de gado. Desse total, 270 mil são bubalinos, o que coloca o estado na posição de segundo maior rebanho do país. “A importância do búfalo para nossa pecuária é muito grande, daí a necessidade de realizar o evento voltado para este rebanho”, frisou o titular da SDR.

O secretário ressalta que o evento discutirá quatro pontos específicos sobre a criação bubalina no estado: sanidade animal, genética, alimentação e mercado. Segundo Nobre, esses quatro fatores se unem para que gere a importância do búfalo para a economia do estado.

Programação
Durante os quatro dias de evento, serão realizadas palestras, seminários, mesas redondas, duas oficinas, uma sobre corte de carne e outra sobre o uso do leite.

Outro ponto que será apresentado na exposição será o Programa de Melhoramento Genético de Búfalos (Promebul), um programa do governo do Estado que pretende incentivar os produtores a melhorarem, geneticamente, a criação bubalina através de estudos e pesquisas.

Trata-se de uma iniciativa que vem sendo desenvolvida na região do Marajó (PA), onde foram realizadas 200 inseminações com sêmens de animais selecionados em fêmeas em 2017, segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) do Pará. Com isso, se espera um rebanho geneticamente superior que vai garantir um salto na qualidade do rebanho paraense.

Criação bubalina
Atualmente, o Amapá possui 150 produtores que desenvolvem a atividade bubalina com quatro espécies – jafarabadi, mediterrâneo, murrah e carabao – geneticamente, modificadas. Os animais são criados na região do baixo Araguari, na Região dos Lagos, no município de Pracuuba e no Vale do Jari.

TecnoAgro Amapá

A TecnoAgro Amapá é uma política pública do governo do Estado que envolve um circuito de eventos para a promoção de negócios em todo o espaço estadual, que alia a amostra de conhecimento, tecnologia, modelos e sistemas que envolva boas práticas de aproveitamento dos recursos naturais e de baixo impacto ambiental.

O circuito será composto por sete eventos – Agropesc, no município de Amapá; Expointernorte, em Oipoque; ExpoVale, em Laranjal do Jari; ExpoFruta, em Porto Grande; Expomandioca, em Ferreira Gomes e ExpoBúfalo e Expofeira, em Macapá. O objetivo dos eventos é fortalecer as atividades econômicas regionais tendo como base a agropecuária, gerando oportunidades de negócios com a abertura para novos investimentos e a consolidação dos já existentes.

Deixe Seu Comentário abaixo: