Banner
Política

Criador da urna eletrônica participa de seminário do TRE em Macapá

A Justiça Eleitoral do Amapá (TRE-AP) promove nesta quarta-feira (12), 14h, no plenário do TRE, o “Seminário Eleições em Pauta”, com a atualização de temas eleitorais para jornalistas.

 

A finalidade é informar e esclarecer sobre as atualizações dos temas relativos às Eleições 2018, com a presença de técnicos e analistas do Regional Amapá, e do criador da urna eletrônica, hoje, secretário de tecnologia do TSE, Giuseppe Janino.

 

O evento é aberto para jornalistas, juízes, promotores, representantes de partidos, advogados de coligações e candidatos. Sem necessidade de inscrição prévia.

 

Organizado pela Assessoria de Comunicação do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, Sejud, STI, DG e presidência do Regional, o evento terá como palestrantes, Orlando Junior, secretário judiciário; Márcio Régio e Flávia Araújo, da Comissão de propaganda da Corregedoria Eleitoral; José Seixas, assessor jurídico da presidência; Giuseppe Janino, secretário de tecnologia da informação do TSE, e Clay Sam, assessor de comunicação do TRE-AP.

 

Programação

14h           Abertura

Voz e violão: Cantor amapaense Nivito Guedes

14h10       Cerimonial – Boas-vindas

Desembargador Manoel Brito – presidente do TRE-AP

14h20       Orlando Junior–Sejud-TRE-AP

Protocolos, publicações, canais de acesso, decisões

14h40       Dr. Márcio Régio-CRE-TRE-AP e Flávia Araújo

Propaganda eleitoral – Pode x Não pode

15h00       José Seixas–Presidência-TRE-AP

Distribuição das competências entre juízos eleitorais      

15h20       cofee break

15h40       Giuseppe Janino – secretário de tecnologia do TSE

Segurança do Processo Eleitoral                                  

16h40       Clay Sam – Ascom-TRE-AP

Cobertura das eleições

16h50       Aberto para perguntas aos convidados

17h           encerramento

 

Sobre Giuseppe Janino

O gaúcho, Giuseppe Janino, 57, é da equipe que criou a urna eletrônica há 22 anos. Atualmente é secretário de tecnologia da informação do Tribunal Superior Eleitoral.

Chefia uma equipe de 300 técnicos, que são responsáveis por criar 120 processos diferentes e 15 milhões de linhas de códigos a cada pleito. Tudo para garantir a inviolabilidade do aparelho de votação.

 

Deixe Seu Comentário abaixo: