Banner
Aspecto da sessão solene do Congresso Nacional, com Bolsonaro, Toffoli, Temer, Eunício e Sarney | Ag. Senado
Política

Congresso: Ao lado de três presidentes, Toffoli elogia condução de José Sarney

Cleber Barbosa, da Redação

O Congresso Nacional esteve reunido nesta terça-feira (06) para celebrar a passagem dos 30 anos da promulgação da Constituição de 1988 – a Constituição Cidadã. Dois fatos chamaram a atenção, a participação de três presidentes da República: o atual, Michel Temer (MDB), o eleito, Jair Bolsonaro (PSL) e o ex-presidente José Sarney (MDB), que teve direito a uma saudação feita pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, pela condução do país rumo à redemocratização, papel que o ministro destacou ter sido de vital importância para o país hoje poder escolher livremente seus dirigentes.

Para o ministro-chefe da Corte Suprema do Brasil, os tempos eram difíceis, após o fim do Regime Militar e a transição para a Democracia, destacando a habilidade de Sarney, que definiu como o presidente da república da transição democrática. “Sem o presidente José Sarney talvez não tivéssemos tido a oportunidade de vivermos sob o páleo da Constituição de 1988”, disse Toffoli, que completou dizendo que sempre faz questão de destacar isso em celebrações como o aniversário da Carta Magna do país “a nação brasileira muito deve à transição democrática e à pessoa de vossa excelência, meus cumprimentos”.

Unidade

Num evento que marcava o retorno de Jair Bolsonaro ao plenário da Câmara, o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB) franqueou a palavra ao presidente eleito, visto que o protocolo não previa sua fala. Bolsonaro se disse feliz em estar protagonizando aquele evento histórico pelos 30 anos da Constituição do Brasil e falou em mobilização do Executivo, Legislativo e Judiciário num compromisso pelo fortalecimento da democracia. “É um compromisso, como destacou o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, é uma responsabilidade de todos nós”, para depois, empunhando um exemplar da Constituição dizer que na democracia há só um Norte, que é o da nossa Constituição”.

Jair Bolsonaro também disse que a mobilização do novo governo que está sendo formatado é para garantir a continuidade da construção de um país que o povo merece. “Temos tudo, tudo para sermos uma grande nação, e essa união de todos nós que estamos ocupando postos chaves na República, é prova de que podemos sim mudar os destinos desta grande nação, pois acredito em nosso potencial. Peço a Deus que nos ilumine a todos para continuar traçando os nossos destinos”, completou o presidente eleito.

 

Deixe Seu Comentário abaixo: