Banner
A empresária amapaense Pietrina Salgado na África do Sul, país com 2.798 km de Costa | Fotos: Acervo Pessoal
Turismo

Amapaense na África: Viagem de intercâmbio no outro lado do oceano

Cleber Barbosa
Da Redação

A agente de viagem Pietrina Salgado deixou Macapá recentemente rumo à África, para uma nova etapa de um projeto de intercâmbio. Essas viagens servem entre outras coisas para mergulhar no idioma que se pretende dominar, pois a convivência e a prática da comunicação local costuma produzir excelentes resultados e aceleram até a fluência na nova língua. Mas não dá para negar que é também turismo, com experiências encantadoras, guardadas para toda a vida. Na África está sendo assim, segundo nossa personagem na promoção “Minha Viagem Inesquecível” deste domingo.

Pietrina possui uma agência de viagem em Macapá, a Ética Turismo, e desde 2015 tem intensificado os negócios com grupos de intercâmbio, até que ela própria decidiu encarar para uma experiência, em Londres, no ano passado. Este ano veio a segunda perna do projeto, com uma escala logo ali, do outro lado do oceano, na África do Sul. Na Cidade do Cabo, no extremo sul do continente, Pietrina diz ter ficado absolutamente encantada com o que encontrou. “A cidade é muito linda, vale a pena, eu imaginava uma coisa diferente, então foi uma série de surpresas realmente”, derrete-se a empresária.

Em que pese ser um dos maiores destinos turísticos da África, Cap Down também é acolhedora do ponto de vista do custo de vida. “É bem adequado, basta pra isso que se pesquise, pois especialmente os produtos que não são daqui ficam mais caros, mas o que é produzido vale muito a pena, como os campos de vinhedo daqui, então sabemos que eles produzem vinhos que são conhecidos no mundo inteiro, sendo classificados como alguns dos melhores do planeta e que a gente vai querer comprar alguns para levar ao Brasil, claro”, diz Pietrina, que é ex presidente da Abav no Amapá.

Memórias
Experiente agente de viagem e com muitas milhas registradas no passaporte, Pietrina diz que cada viagem, cada experiência, é única, um mundo de conhecimento. “Graças a Deus que ele nos dá oportunidade de poder trabalhar, ter saúde para poder realizar esse trabalho, enfim, porque cada vez que se conhece um lugar a gente vem com tantas ideias boas, pensando até em implantar em nossos lugares, nossos países, estados, cidades, isso tudo vai abrindo a mente da gente, um leque de coisas boas que se a gente pudesse abraçar tudo levava tudo pra casa”, completa a viajante.

* Colaborou: Descubra o Mundo

 

Conheça mais detalhes a respeito da África do Sul

País de dois oceanos (Atlântico e Índico), três capitais (Pretória, a administrativa, Cidade do Cabo, a legislativa, e Bloemfontein, a judiciária), dos Big Five (leão, leopardo, elefante, hipopótamo e rinoceronte)… Difícil, na África do Sul, é escolher o melhor roteiro: no sul, a viagem rodoviária por algumas das paisagens litorâneas mais bonitas do hemisfério, a Rota Jardim; no leste, o gosto de curry da multiétnica Durban; ou um dos melhores safáris do mundo, no Parque Kruger, já na fronteira com Moçambique, que tem savana e floresta com os bichos vivendo soltos, livres, sem medo a não ser de seus predadores. É claro que ainda são visíveis as cicatrizes do regime de segregação racial (o apartheid), interrompido em 1994 com a primeira eleição multirracial. Após mais de uma década de experiência democrática, persistem altos índices de pobreza e criminalidade, embora o país tenha o maior PIB do continente. Mas a África do Sul vai superando essas mazelas aos poucos e tem atrativos para os turistas muito além dos estereótipos. O viajante upscale pode se isolar em hotéis de luxo na Cidade do Cabo sem nem imaginar que a Costa Selvagem faz a delícia dos mochileiros e os safáris, a dos turistas básicos, por exemplo.

 

Cinco dicas sobre o que não deixar de fazer na África do Sul

1. Programas ao ar livre na Cidade do Cabo
Durante o verão acontecem diversos projetos ao ar livre na Cidade do Cabo. O Kirstenbosch Summer Sunset Concerts é um exemplo. São vários estilos musicais reunidos para tocar em um só lugar: o jardim botânico.

2. Safári no Parque Nacional Kruger
Concentra o maior número de espécies de animais na África do Sul. Por este motivo, é altamente recomendado para quem busca fazer seu primeiro safári. Aproveite seu intercâmbio ou viagem de verão para ver de perto girafas, leões, zebras, elefantes e pássaros exóticos.

3. Aproveitar a noite de Long Street
Rua com diversas opções de bares, restaurantes e pubs interessantes. Outra dica de turismo na África do Sul é simplesmente aproveitar o clima agradável da cidade durante o verão e explorar a região para encontrar seus pontos preferidos.

4. Os pontos turísticos de Joanesburgo
O tempo agradável no verão é ideal para fazer longos passeios pelas cidades africanas. Joanesburgo tem muitas atrações interessantes para quem gosta de história. Aproveite sua viagem para conhecer a estátua do ex-presidente Nelson Mandela, a exposição sobre a vida de Ghandi e a antiga cadeia Número 4, atualmente, um centro de memórias do Apartheid.

5. Mergulho com um tubarão-branco
Fazer turismo na África do Sul também tem sua dose de adrenalina. É muito comum encontrar os tubarões-brancos no país e é possível mergulhar perto deles na Cidade do Cabo. É uma experiência interessante para os corajosos: o mergulhador fica dentro de uma gaiola presa ao barco. Para garantir a segurança, todo o processo é acompanhado por profissionais experientes. Os tubarões costumam aparecer mais nos meses frios.

Curiosidades

– Capital: Pretória (executiva), Cidade do Cabo (legislativa) e Bloemfontein (judiciária)

– População: 48.780.000 habitantes

– Fuso horário: 5h (horário de Brasília)

– Código de área: 27 (telefonia)

– Localização: África (Continente).

2.798km
Total de litoral da África do Sul

 

SAFARI

 

Deixe Seu Comentário abaixo: