Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

POLÍTICA | Preso desde 2016, Moisés Sousa é julgado na Comissão de Ética da ALAP

Aspecto da sessão da Comissão de Ética da Assembleia Legislativa | Foto: Jaciguara Cruz
Membros da Comissão de Ética (CET) da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap) seguiram o voto do relator, deputado Paulo Lemos (PSOL), e aprovaram, por unanimidade, o pedido de perda de mandato do ex-presidente da Casa, Moisés Souza (PSC), que responde à representação por quebra de decoro em decorrência de gestão temerária. O Projeto de Resolução com a decisão da CET foi encaminhado à Mesa Diretora e será posto em votação em plenário. 
Para que a cassação ocorra, é necessário aprovação da maioria absoluta dos deputados. O voto é aberto e o futuro de Moisés na Alap está agora nas mãos dos parlamentares. A votação ocorreu nesta quarta-feira, 7. Além do relator, participaram da sessão os deputados Oliveira Santos (PBR) e Roseli Matos (PP), que solicitaram ao presidente da CET a inclusão de seus nomes no Projeto de Resolução.

Outro lado
Ainda não há expectativa de quando o parecer da CET entrará em pauta para que o plenário decida sobre a cassação do mandato de Moisés Souza, que terá ainda o direito de usar o tempo regimental de 40 minutos para se defender. A defesa do deputado Moisés Souza prometeu recorrer da decisão da Comissão de Ética e alega que todo o processo judicial é uma orquestração política e que ele ainda poderá reverter a situação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE