Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

MINERAÇÃO | Produção de ouro da Beadel fecha 2017 com 4ª melhor média histórica

A Beadell é proprietária e opera a Mina de Ouro Tucano, localizada no Estado do Amapá | Foto: Beadel
Fonte: Site Notícias de Mineração

"A produção anual ficará abaixo da faixa de meta. A queda é devida à falta no curto prazo de minério de alto teor, acima de 2 gramas de ouro por tonelada, no final de dezembro de 2017 até o início de janeiro de 2018 atribuído a pequenos fatores operacionais. Esses [fatores] incluem taxas de escavação inferiores às previstas, resultantes de pequenos desmontes não planejados devido a uma pequena zona de minério mais duro, desaguamento adicional no filão de carbonato e início precoce da estação das chuvas", diz a mineradora em nota.
Grandes volumes de minério estão atualmente sendo extraídos da cava TAP AB e recordes de minério lavrado (ROM) estão previstos para o final do ano. A mineradora diz ainda que o projeto de atualização da planta permanece dentro do cronograma e do orçamento, sendo que o comissionamento é esperado para meados de 2018.
A sondagem de expansão está em andamento e as plataformas de sondagem de circulação reversa (RC) estão em operação nas áreas Mutum e Torres.
"Apesar de um esforço concertado para se recuperar de um trimestre fraco em junho, uma série de pequenos problemas resultaram em uma produção insuficiente no curto prazo que vai afetar a produção de dezembro até o início de 2018", disse Simon Jackson, CEO da Beadell, em nota.
"Embora isso seja decepcionante, a produção do trimestre de dezembro provavelmente será mais de 70% maior do que o trimestre de setembro. À medida que avançamos em 2018, aguardamos a conclusão da melhoria da planta e a capacidade de fornecer volumes maiores de minério para a planta. Isso deve levar a uma produção e fluxo de caixa trimestrais mais consistentes", afirmou Jackson.

3 comentários:

  1. Incrível, só gostaria de saber quem faz esse controle, se é o governo federal,estadual, vamos ficar de olho, já que ninguém tem acesso e ou controle sobre o ouro que sai desses municipios

    ResponderExcluir
  2. Olá, obrigado por sua visita ao Blog. Sim, excelente pergunta. Vou me comprometer com você em ir buscar uma resposta oficial.

    Obrigado novamente.

    O editor.

    ResponderExcluir
  3. Em quanto a produção de ouro no Amapá, contribuiu com o PIB em 2017?

    ResponderExcluir

Contribua conosco!

PUBLICIDADE