Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

MINERAÇÃO | Imap avalia como alto o risco de desabamento de barragem no Lourenço

Fiscais do Imap, Sema e agentes da Defesa Civil, DNPM e Ibama escoltados pela Polícia Federal | Foto: GEA
Uma operação conjunta entre órgãos fiscalizadores de Meio Ambiente e Mineração detectou uma série de irregularidades no principal garimpo do Lourenço, no município de Calçoene, a 360 km da capital, ao norte do Estado. A ação, ocorrida nesta quarta-feira, 20, atendeu a uma recomendação do Ministério Público Federal do Amapá (MPF/AP).
Após as inspeções, os fiscais do Instituto de Meio Ambiente e Ordenamento Territorial (Imap) constataram um alto grau de risco de acidentes com o volume do reservatório, construído para armazenar os rejeitos da lavra de ouro no garimpo administrado pela Cooperativa dos Garimpeiros do Lourenço (Coogal).
O relatório técnico, que deve ser entregue ao MPF/AP nesta sexta-feira, 22, aponta que há riscos reais de rompimento da barragem, o que poderia causar danos ambientais de grandes proporções. Pois, o volume já provoca rachaduras nas barreiras de contenção.
“Estamos finalizando o parecer técnico que, além de classificar a barragem quanto à CR [Categoria de Risco] e ao DPA [Dano Potencial Associado], contém medidas que devem ser tomadas em regime de urgência para prevenir o risco de rompimento”, explicou a coordenadora de Fiscalização do Imap, Edilene Ribeiro.
Além de profissionais do Imap, participaram da ação, fiscais da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, agentes da Defesa Civil, Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Eles estavam escoltados por agentes da Polícia Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE