Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


domingo, 5 de novembro de 2017

OPINIÃO | Notas da coluna ARGUMENTOS, domingo, dia 05 de novembro de 2017.


Talentos

Especialistas do Projeto ‘Passarela’ chegarão a Macapá no próximo dia 11, e querem revelar novos talentos para o mundo da moda. O local das seletivas será o Centro de Difusão Cultural ‘João Batista de Azevedo Picanço’, no Centro, que promete ficar lotado.

Mercado

Percorrem todo o país realizando audições para maiores de 16 anos e mostra de talentos de 4 a 15 anos para identificar os que tenham interesse em ingressar na carreira artística ( modelo, ator, musical ou outros).

Impostos

Olha a carga tributária. O iPhone X, smartphone mais caro já lançado pela Apple, nos Estados Unidos será vendido por a partir de US$ 999, preço para a versão com menor capacidade de armazenamento.

Preço

No Brasil, o iPhone X deve custar R$ 6.999 na versão de 64 GB e o modelo com capacidade de 256 GB deve sair por R$ 7.799, conforme informações do aplicativo Apple Store para iOS.

Leitura

Dois dos mais tradicionais articulistas do Diário sugeram reflexões importantes em seus artigos semanais neste domingo. Sarney vai de “Reforma ou revolução?”; Dom Pedro Conti: “A alma e o corpo”.

No rádio
Olha aí a participação de alguns convidados do nosso Conexão Brasília de ontem. Professores e acadêmicos do Curso de Radiologia mostrando como a mão de obra local está sendo preparara para o concorrido mercado da medicina diagnóstica, que não para de se reinventar. Segunda-feira estarão reunidos num ciclo de palestras.

Comoção

Um misto de emoção, dor e revolta marcou no sábado as despedidas ao policial rodoviário federal Paulo Barbosa, que foi assassinado a tiros no município de Laranjal do Jari, no sul do Amapá, na noite da última quinta-feira, horas depois de largar o plantão na PRF em Macapá.

Cortejo

O caixão com o corpo do patrulheiro rodoviário assassinado deixou a sede da Polícia Rodoviária Federal, no bairro de São Lázaro, por volta das 10 horas da manhã, em meio a um grande contingente de policiais federais e estaduais, militares e civis. Pessoas do povo, espontaneamente, aplaudiam o cortejo.

Testemunho

Maria de Fátima Giarolla, 47, não conteve as lágrimas e acenava como que se despedindo do policial. “A gente sabe que todos os profissionais da segurança saem de casa todos os dias e infelizmente não têm certeza se vão voltar para suas casas, para suas famílias”, disse a dona de casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE