Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


domingo, 19 de novembro de 2017

OPINIÃO | Notas da coluna ARGUMENTOS, domingo, dia 19 de novembro de 2017.


MPA

​A Música Popular Amapaense ganha versão dançantes do zouk ao cacicó, no show ‘Clássicos da MPA’ da banda Negro de Nós, que este ano comemora seus 18 anos. Uma nova série de shows está na estrada, de um expoente do cenário musical amapaense.

Estrada

A primeira escala foi no bar Barril, em Macapá. No setlist canções como ‘Vida Boa’, ‘Tarumã’, ‘Amassadeira’, ‘Quando o pau quebrar’, entre outros sucessos, já conhecidos pelo público amapaense.

Realidade

Você já ouviu falar em UTI Aérea, não? Coisa de rico para uns, uma realidade do serviço público no Amapá. Quando a notícia é boa a gente precisa realmente dar destaque. Então méritos ao GEA, via SESA.

Dados

De janeiro a outubro de 2017 a aeronave equipada com UTI do governo já realizou o transporte de 215 pacientes, sendo 182 foram intermunicipais e 33 interestaduais. Pacientes graves que precisavam de apoio.

TFD

Eram pacientes graves que precisavam de Tratamento Fora de Domicílio e não podiam viajar em avião de carreira, sem os equipamentos necessários. No ano passado, foram realizados 148 viagens.

No rádio
Olha aí o presidente da Fecomércio, Eliezir Viterbino, quando concedia entrevista ao nosso Conexão Brasília de ontem. Ele foi fazer um balanço da promoção “Compre & Ganhe Amapá” e anunciar também o desdobramento de toda aquela mobilização em torno de um comércio
(e um estado) mais forte e organizado.

Acabou

Chegou ao fim ontem a promoção “Compre & Ganhe Amapá”, uma iniciativa da Federação do Comércio, com o apoio do Governo do Estado e do Sebrae Amapá. Foram dois meses de intensa movimentação no setor, já que os consumidores concorriam a prêmios instantâneos de R$ 400.

Números

Dados preliminares dos organizadores da promoção da Fecomércio apontam para uma movimentação a ordem de pelo menos R$ 18 milhões injetados na economia do Amapá nestes dias. Só de vales-brindes foram quase 400 prêmios instantâneos aos consumidores que só tiveram o trabalho de pedir nota e cadastra-la.

Continua

Para o próximo ano e diante da grande repercussão que a promoção acabou por criar, a Fecomércio e seus parceiros já estudam ampliar ainda mais o evento. Possivelmente reunindo os estados amazônicos em torno de algo regional, do tipo “raspadinha” com prêmios na hora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE