Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


quinta-feira, 2 de novembro de 2017

MACAPÁ | Cultura, empreendedorismo e diversão marcam III Luau na Samaúma

No III Luau na Praça Samaúma, em frente à Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco do Ministério Público do Amapá (MP-AP) foi o ponto de cultura e empreendedorismo, onde o público prestigiou arte, poesia, artesanato, roupas, literatura, histórias, shows, culinária e conheceu novas oportunidades de negócios alternativos que despontam no Amapá. A programação é selecionada para agradar pessoas de todas as idades, transformando o espaço ao redor da samaumeira em uma vitrine cultural à céu aberto, aproveitando o verão amazônico e a lua cheia. O Luau na Samaúma é realizado uma vez por mês, sob a coordenação do Ministério Público e Prefeitura de Macapá (PMM).

Nesta edição a atração musical foi o Quinteto Amazon Music, o grupo Poetas Azuis, que fez a interação entre música e poesia, e a banda da Guarda Municipal. O público apreciou as exposições de artesanato, artes plásticas, motocicletas, flores e plantas, e foi surpreendido com a chegada dos ciclistas da Bike Retrô, caracterizados com roupas e adereços de época. As crianças ouviram as histórias contadas pela professora Ângela Carvalho, que usa uma técnica lúdica para prender a atenção dos pequenos ouvintes.

Além de ser um espaço para reunir famílias e público em geral, e ser palco para cultura produzida por artistas locais, o Luau da Samaúma tem ainda o objetivo de fomentar os negócios de pequenos empreendedores, e os que produzem alimentos alternativos, como Carolina Jucá, que faz bolos e salgados sem leite nem glúten, e Simone Rola, que faz comidas com produtos integrais e comuns. “Nossa produção é de alimentos saudáveis e recebemos o convite para estarmos aqui. Estamos vendendo bem, queremos estar aqui mais vezes”. Simone Rola participa pela segunda vez do evento e seus produtos tem boa aceitação. “Já temos um público que gosta de nossos produtos e aqui aumentamos nossa demanda”.

Quem gosta de vinil ou tem interesse em conhecer, pôde ir na barraca do Lado B ver a  exposição e até comprar discos e aparelhos para escutar vinil. “Estamos aqui desde a primeira edição e nossa barraca não fica vazia. Parte da renda que apuramos vai para o Ijoma, e muitos jovens que têm curiosidade ficam encantados”, disse Charles Figueiredo. Outro segmento que tem boa aceitação é o de artesãos, e as profissionais do Conjunto São José veem o Luau como uma oportunidade única. “É um público diferente, que não conhece nosso trabalho e se surpreende com o que produzimos”.

Marlene Lima mora próximo da Praça da Samaúma, veio com o marido e filhos. “É um lindo evento que minha família gosta muito. Meus filhos gostam de estar aqui, é uma opção de lazer perto de casa, onde em geral os eventos são mais para adultos”. O casal Raimunda e Francisco Marques, casados há 40 anos, aceitaram a sugestão da filha e não se arrependeram. “Está ótimo, gostamos de tudo, das exposições, comidas, música, fazia tempo que não vínhamos em um lugar assim, vamos indicar para outras pessoas”, disse dona Raimunda.

O palco também foi ocupado para homenagens aos membros do MP-AP que completaram neste dia 1º, 26 anos de atuação no órgão, e o prefeito Clécio Luis entregou para a promotora de Justiça Ivana Cei uma orquídea do orquidário da PMM, que recebeu em nome de todos os membros. Em retribuição, o gestor municipal foi presenteado com dois pés de samaúma, a árvore símbolo do MP-AP.  

Confira mais imagens da programação na orla de Macapá
Membros do Ministério Público e da Magistratura


Autoridades locais



Amazon Music



Bike retrô




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE