Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


segunda-feira, 23 de outubro de 2017

CULTURA | Estudantes gravam músicas de Marabaixo em projeto para valorizar a dança

Projeto visa disseminar a cultura amapaense entre os jovens. | Foto: Maksuel Martins/Secom/GEA
O Movimento Nação Marabaxeira com apoio no Governo do Amapá realiza neste sábado, 21, o lançamento do primeiro CD de marabaixo com canções inéditas interpretadas e compostas por alunos de diversas escolas da rede pública de ensino. O evento faz parte do Festival Cantando Marabaixo e projeto Cantando Marabaixo nas Escolas e vai reunir oito colégios. As apresentações acontecerão na Escola Estadual Jesus de Nazaré, a partir das 17h.

O projeto tem como objetivo disseminar a cultura amapaense por meio da musicalidade para os estudantes e assim garantir o a manutenção da história cultural do Amapá para gerações futuras. “É um compromisso nosso de levar, mostrar e ensinar nossa cultura. Só assim teremos uma identidade cultural”, declarou Carlos Pirú, coordenador do festival.     

Os organizadores aproveitaram o período que antecede o festival para realizarem diversas oficinas nas escolas que confirmaram participação no evento. Nas oficinas os alunos receberam diversas orientações de como produzir uma canção de marabaixo.

A secretária Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes, Núbia Souza, destaca que existe um grande empenho da secretaria para apoiar o evento escolar já que o maior objetivo da festividade é expandir a musicalidade dos povos de matriz africana no Amapá. “Estamos nos esforçando para conseguir tudo o que é necessário para que o evento seja um verdadeiro sucesso e quem ganha com isso são os nossos estudantes”, disse.

As escolas que se apresentarão neste sábado, no lançamento do CD, estarão todas no Festival Cantando Marabaixo, movimento que abrirá as comemorações do Mês da Consciência Negra, nos dias 3, 4 e 5 de novembro. As escolas estaduais são: Professora Benigna Maria de Sousa, Jesus de Nazaré, José Bonifácio, Azevedo Costa, Sebastiana Lenir, Edgar Lino da Silva, Augusto dos Anjos e a Escola Municipal Goiás.

No festival as escolas concorrerão com outras produções de artistas individuais. Os três melhores do festival, eleitos por uma comissão julgadora, serão premiados com R$ 3 mil (1º lugar), R$ 2 mil (2º lugar) e R$ 1 mil (3º lugar).

A canção vencedora do II Festival Cantando Marabaixo será conhecida no dia 5 de novembro. O festival acontecerá na quadra da Escola de Samba Maracatu da Favela e serão premiadas as três primeiras canções com troféus e um valor em espécie.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE