Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


terça-feira, 31 de outubro de 2017

AMAPÁ | Poderes Constituídos se reúnem com MP para debater a segurança pública

O fortalecimento da segurança pública no Amapá ganha o apoio dos Poderes Legislativo e Judiciário que se unem ao Executivo no planejamento de estratégias unificadas e ações conjuntas para o setor. O vice-governador Papaléo Paes, representantes do Legislativo e Judiciário, e a cúpula da segurança do Amapá, estiveram reunidos na tarde desta segunda-feira, 30, no Ministério Público Estadual (MPE) traçando os primeiros passos do trabalho conjunto.

A primeira medida foi a unificação dos trabalhos de segurança com o compartilhamento das informações do setor, que ocorrerá por meio da Criação do Comitê Executivo que será integrado por representantes do Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP), Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Polícia Militar do Amapá (PM-AP), Polícia Federal (PF), Polícia Civil e Guarda Municipal de Macapá (GMM). O Comitê também terá o apoio institucional do Exército Brasileiro e da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN)

O Grupo será responsável pelo planejamento da pauta, execução das atividades e encaminhamento das prioridades eleitas no setor que serão discutidas no Fórum Permanente de Segurança que será realizado, inicialmente, a cada vinte dias, e posteriormente, a cada dois meses.

“A responsabilidade da segurança pública não é só do Estado. Todos nós devemos contribuir de alguma forma. Estamos unidos para trabalhar em prol de cada cidadão que precisa da gente, e a união de todos os poderes e órgãos é a nossa melhor resposta”, destacou o procurador-geral do Ministério Público do Amapá, Márcio Alves.

“O Judiciário está comprometido nessa missão. Estamos de mãos dadas com a segurança. Com essa união ganha o Amapá e os amapaenses”, compartilhou o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Tork.
Para o vice-governador do Amapá, Papaléo Paes, a criação do Comitê e a iniciativa do Fórum Permanente são medidas extremamente eficazes neste momento. “Ter a união dos poderes mostra compromisso com nosso Estado e com os cidadãos de bem. O governo estará presente em todas as discussões e ações como sempre esteve e ficará ainda mais fortalecido na execução das políticas de segurança tendo o apoio de todos”, disse Papaléo Paes.

Texto: Lilian Guimarães | Fotos: André Rodrigues/Secom-GEA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE