Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

UNIFAP | Deputado propõe emenda impositiva para conclusão de Hospital Universitário

O parlamentar amapaense e a reitora Eliane Superti durante visita ao canteiro de obras
A maior obra da área de saúde do Amapá, o Hospital Universitário (HU) é objeto de atenção do deputado Federal Marcos Reátegui, que propõe que os parlamentares amapaenses destinem Emenda Impositiva de Bancada para que a obra seja concluída de acordo com o projeto e dentro dos prazos estabelecidos. Para o paramentar, esta iniciativa conjunta é a alternativa segura para minimizar os efeitos da decisão do Governo Federal, que recuou do compromisso de complementar os recursos para aparelhamento do HU.   

A obra do Hospital Universitário está orçada em R$ 200 milhões, e idêntico valor está previsto para aquisição de equipamentos necessários para seu pleno funcionamento. 

A bancada amapaense destinou o montante de R$ 200 milhões em emendas impositivas para financiar o projeto, que começou a ser executado em janeiro deste ano. Contudo, foram contingenciados 100 milhões cuja complementação ficou sob a responsabilidade do Ministério da Educação (MEC). Quanto aos 200 milhões, destinados ao aparelhamento, ficou sob a responsabilidade do Ministério da Saúde, que justificou a crise na arrecadação de tributos para recuar da complementação orçamentária. O HU é vinculado à Unifap.

O centro médico é de alcance social imensurável, por ser um hospital de alta e média complexidade que está em construção no Campus Marco Zero da Unifap.   O projeto prevê a construção de 300 leitos, sendo destes, 60 destinados a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 240 para internação, e disponibilizará diversos serviços como cirurgias, fisioterapia e terapia . O Hospital servirá também de suporte para pesquisa e treinamento de acadêmicos da Unifap. A primeira etapa irá contemplar os serviços de alta complexidade de nefrologia e ortopedia,  na segunda, consultas e procedimentos especializados.

A inegável importância do HU e o risco de paralização da obra levou o deputado Marcos Reátegui a propor a união dos parlamentares amapaenses em torno do objetivo de destinar emendas impositivas a essa importantíssima obra que irá beneficiar toda população que necessita de serviços públicos de saúde. “Além de conhecer a emenda impositiva de bancada, proponho que a população participe da discussão e opine sobre sua aplicação, uma vez que é a maior beneficiada com o HU. Não podemos deixar que uma  obra dessa importância deixe de ser concluída, a exemplo do que ocorreu com o Hospital Metropolitano”, disse o parlamentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE