Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


quinta-feira, 21 de setembro de 2017

POLÍCIA | “Não vamos perder essa guerra para a bandidagem”, diz comandante do Bope

O tenente-coronel Paulo Matias, que é comandante do Batalhão de Operações Especiais, o Bope, anunciou nesta quinta-feira (21) que sua unidade especializada desembarca em Santana neste fim de semana. O aumento dos índices de criminalidade por lá preocupam o Comando Geral da Polícia Militar, daí a decisão de reforçar o policiamento ostensivo – e preventivo – pela cidade portuária.
O anunciou foi feito logo cedo, em entrevista que Matias concedeu no rádio, ao programa Luiz Melo Entrevista. Ao melhor estilo de um integrante da tropa da farda preta, o comandante do Bope foi enfático: “Não vamos perder essa guerra para a bandidagem”.

Além do Bope, integrantes do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) estarão sendo empregados no reforço do policiamento, que agregará àquele que já é feito em Santana pelo 4º BPM.

Crises
O Batalhão de Operações Especiais (BOPE) é uma tropa especializada que integra os batalhões da PM no Estado, mas seu papel é ser empregada para situações consideradas extremadas, como assaltos com reféns, sequestros, atentados, explosões ou até rebeliões. Daí ser definido como gerenciamento de crise". Possui subdivisões para isso, com núcleos especiais, como esquadrão anti-bombas, choque, intervenção com motos e operações especiais. De tão especializada e operacional, essa tropa só pode ser acionada diretamente pelo comandante geral da PM, claro, com aval do chefe do Poder Executivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE