Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


terça-feira, 12 de setembro de 2017

OPINIÃO | Notas da coluna ARGUMENTOS, terça-feira, dia 12 de setembro de 2017.


Guias

Viajar é bom, vamos combinar, né? Mas ao desembarcar em um novo destino, são os guias de turismo que conduzem o viajante aos atrativos naturais e históricos, para conhecer a cultura e gastronomia locais, deixando a experiência ainda mais especial.

Cadastro

Mas é importante ficar atento, é preciso verificar se o guia contratado está devidamente cadastrado no Cadastur, sistema do Ministério do Turismo que reúne os prestadores de serviços turísticos.

Números

São 19,5 mil guias de turismo cadastrados, o que é obrigatório. Apesar de não haver nenhuma norma que obrigue a contratação do profissional, o MTur entende que o guia é fundamental para dar apoio ao turista.

Legal

Neste mês, o Ministério do Turismo vai iniciar uma campanha para formalização dos serviços turísticos. Para isso, foram contratados mais cinco servidores para fiscalização dos prestadores.

Capacitar

A coluna apurou que o grupo passará por um curso de qualificação na primeira quinzena do mês para então começar as ações de fiscalização e apoio à formalização dos empreendimentos.

Xerife
O titular da Secretaria Estadual da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Ericláudio Alencar, convocou uma entrevista coletiva na tarde de ontem, 11, para se posicionar a respeito da ocorrência em um posto policial que funciona no Fórum do município de Santana, no fim de semana.

Resposta

Na entrevista coletiva que concedeu, ontem, em sua primeira manifestação após a ocorrência no Fórum de Santana, Ericláudio Alencar prometeu uma resposta à altura da audácia dos bandidos. “Uma resposta na medida do que a sociedade amapaense espera do estado, com toda certeza”, concluiu o secretário.

Prudência

Mas, alegando que as investigações estão em curso, ele não deu muitos detalhes a respeito dos rumos dos trabalhos, limitando-se a repetir que “nenhuma linha de investigação está descartada”. É que foram muitas as especulações a respeito daquele evento em Santana, que a Sejusp não admite chamar de “atentado”.

Balas

O titular da Sejusp adiantou também que a perícia feita no local identificou pelo menos dez marcas de tiros na guarita onde os PMs trabalham no Fórum. “O que significa dizer que usavam uma arma semiautomática, ou seja, uma pistola”, disse o secretário Ericláudio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE