Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


domingo, 10 de setembro de 2017

OPINIÃO | Notas da coluna ARGUMENTOS, domingo, dia 10 de setembro de 2017.

Moreira
A operação de aeroportos deficitários exige manter a Infraero como empresa pública, afirma o ministro da Secretaria-Geral, Moreira Franco. Que já foi o titular da Secretaria Nacional de Aviação Civil, lembra? Pois é, ele concedeu uma entrevista esclarecedora.

Entrevista

Moreira falou ao jornal Valor Econômico, sobre o “pacotão” de privatizações que o governo federal lançou recentemente, incluindo o setor elétrico, as rodovias e, claro, os aeroportos.

Ver mais

Moreira diz ter convicção de que esse é o único caminho. “O fato de ser final de mandato não nos desobriga da responsabilidade que expressamos no programa Ponte para o Futuro”. A íntegra em conexaobrasilia.com.

Garimpo

A atividade de mineração na Amazônia está no centro do debate público. Garimeiros, por exemplo, entre 2008 e 2012 levaram o Ibama a desativar 81 garimpos ilegais que funcionavam na região Transamazônica.

Proposta

Na comissão de Minas e Energia da Câmara, o deputado Cabuçu (PMDB) aprovou, Projeto de Lei que cria o Fundo Nacional de Proteção para as Reservas de Garimpeiros, uma compensação à natureza.

Pecuária
Olha aí um dos convidados do nosso programa de rádio das manhãs de sábado. No Conexão Brasília de ontem o presidente da Acriap (Associação dos Criadores do Amapá), Jesus Pontes. Na pauta, os protocolos até o anúncio oficial de que a pecuária local já deu seu “xô aftosa”, nos livrando da doença do gado.

Renca

A procuradora da República Nicole Campos Costa recebeu representantes de comunidades tradicionais afetadas pela extinção da Renca. Ela é a titular, no Amapá, da Câmara do Ministério Público Federal que trata de questões relacionadas a comunidades tradicionais e povos indígenas.

Documento

A reunião foi uma solicitação do grupo, e teve como objetivo entregar ao Ministério Público Federal uma “carta aberta” com um posicionamento oficial sobre a extinção da Reserva Nacional do Cobre e seus Associados (Renca). Eles pedem apoio do órgão para evitar a extinção da reserva.

Brasília

Na carta, as comunidades revelam temor diante do impacto que a exploração mineral pode provocar aos recursos naturais e às famílias da região. Relatam ainda a existência de nove áreas de conservação dentro da Renca. O documento agora será enviado ao PGR, Janot.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE