Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


segunda-feira, 28 de agosto de 2017

RENCA | Em rede social, presidente da Fecomércio faz desabafo a favor da extinção

Eliezir Viterbino
Aos ambientalistas de plantão que se dizem defensores da Amazônia, o que deveriam fazer é não olhar para o próprio umbigo ou somente para os seus interesses ambientais e mundiais, mas deveriam olhar para as pessoas que aqui vivem.
Vocês não me convencem um milímetro de letra em suas palavras superficiais e sem conhecimento enquanto não virem ao Amapá e nos compensarem por tudo o que somos para o mundo.
Além da compensação quanto aos nossos 72% de área preservada, que venham e nos ajudem com nossa população das baixadas que na maioria das vezes vivem em situações sub humanas.
Venham nos defender na nossa urbanização, no tratamento de esgoto e da água e de uma vez por todas, olhem para o Amapá como um lugar que não é só uma mata para ser preservada, mas sim um lugar onde existem pessoas!
PESSOAS, querem que eu soletre?
P E S S O A S!
É como pessoas que somos, queremos oportunidades de trabalho e crescimento.
É muito fácil viver a qualidade de vida que uma Gisele Bundchen vive e de lá do alto de seu mundo ambientalista mas regada a muito luxo e boa vida, ficar num grito populista e irresponsável enquanto não temos o mínimo por aqui.
Será que ela, junto com todos vocês metidos a conhecedores da Amazônia não poderiam mudar um pouco o discurso e nos incluir como gente?
Vocês não poderiam passar uma semana que seja vivendo como vivemos e daí ter um discurso de ajuda que não seja só para o interesse de vocês mesmos?
Será que a Gisele Bundchen, com esse sobrenome puro alemão não poderia bradar ao mundo que é necessário compensar o Amapá e a sua população por tudo que já preservamos?
Aí sim, neste momento em diante, talvez seu discurso possa fazer algum efeito, não somente pra vocês, mas também pra quem vive por aqui, não somente para os Bundchen, mas os Silva, os Souza e tantos outros sobrenomes de gente simples, mas que vivem aqui no nosso Amapá.
Quer saber, vão plantar batatas e nos deixem em paz, se é que vocês sabem plantar alguma coisa ou até mesmo nos deixar em paz!

Eliezir Viterbino



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE