Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


quarta-feira, 30 de agosto de 2017

OPINIÃO | Notas da coluna ARGUMENTOS, quarta-feira, dia 30 de agosto de 2017.


Costas

Pesquisa A Dor no Cotidiano, realizada por Advil com o apoio do Ibope Conecta, traz dados inéditos sobre como o brasileiro lida com a dor e o que faz para tentar evitá-la. Dores nas costas e musculares podem acabar com uma boa postura corporal no dia a dia.

Terminal

Das 57 privatizações para aliviar o rombo das contas públicas, que incluem 18 aeroportos – os mais lucrativos da Infraero – o terminal aeroportuário de Macapá ficou de fora. É deficitário, diz a Infraero.

Agilidade

Aí a pergunta que fica é: qual a vantagem de ter o nosso aeroporto privatizado? Amigo (a), poderia dar respostas mais rápidas às demandas, mais moderno, funcional e com mais capacidade operacional.

Agro

O Amapá caminha para erradicação da mosca da carambola, segundo afirma a Diagro, órgãos responsável pela defesa e inspeção agropecuária no estado. José Renato Ribeiro é quem chancela o programa.

Na conta

Deputado Cabuçu congrega 10 municípios para receber R$ 3,1 milhões em recursos federais para custeio ao Piso da Atenção Básica (PAB). Recursos são de emendas do parlamentar, referentes a 2017.

Oficial

Olha aí o documento histórico que poderá dar mais dignidade a pelo menos 70 mil pessoas residentes do chamado Vale do Jari, que compreende os municípios de Laranjal do Jari e Vitória do Jari. Trata-se do licenciamento da obra de pavimentação do trecho sul da BR 156, uma das obras mais aguardadas por lá.

Estrada

Saiu a licença de instalação do Ibama para que o DNIT possa iniciar as obras de pavimentação do trecho sul da BR 156, trecho que vai de Macapá a Laranjal do Jari. O anúncio foi feito pelo juiz federal João Bosco Soares, em entrevista ao radialista Luís Melo. Jari, penhoradamente, agradece.

História

Considerada uma das rodovias federais mais antigas em construção no país, a BR 156 já teria consumido quase 80 anos desde que o marechal Cândido Rondon a projetou, como fator de integração da Amazônia Setentrional. São aproximadamente 800 km entre Laranjal do Jari e Oiapoque, fronteira com a Guiana Francesa.

O cara

João Bosco é um magistrado diferenciado que a Justiça Federal possui no Amapá, por sua postura proativa, que ele entende ser até mais eficaz que propriamente o mister de julgar conflitos que cheguem à 2ª Vara Federal da Seção Judiciária do Amapá. Mandou bem, de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE