Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


domingo, 20 de agosto de 2017

HABITAÇÃO | Cerimônia marca a entrega do Conjunto Macapaba II, com 2.218 moradias

Governador Waldez e o ministro das Cidades, Bruno Araújo, descerraram placa inaugural. | Foto: Marcelo Loureiro
Após morar 35 anos de aluguel, a caseira Carmem Lúcia Sarmento abriu as portas da sua casa própria pela primeira vez. Ela foi uma das chefes de família beneficiadas com as 2.218 unidades habitacionais entregues pelos governos federal e estadual na tarde deste sábado, 19. As moradias compõem a segunda etapa do Conjunto Macapaba, localizado na Zona Norte de Macapá. O empreendimento faz parte do Minha Casa, Minha Vida, programa habitacional do governo federal, com execução e contrapartida do Executivo amapaense.
No primeiro dia em casa, Carmem Lúcia já recebeu visitas.  Além da filha mais velha, que já é casada, a caseira mostrou o novo apartamento para outros três filhos que vão morar com ela e, também, para o governador do Estado, Waldez Góes, e o ministro das Cidades, Bruno Araújo. Eles inauguraram oficialmente o Macapaba II, como é chamada a segunda etapa do empreendimento.
Durante a cerimônia de entrega, o governador evidenciou o esforço do governo em conseguir a gratuidade das unidades habitacionais para 400 famílias vítimas do incêndio do Perpétuo Socorro, sinistro ocorrido em 2013. Trezentas delas foram contempladas com moradias no Macapaba II e assinaram o contrato de doação dos imóveis com a Caixa econômica Federal – agente financeiro do Minha Casa Minha Vida.
Para edificar o Macapaba II, foram necessários aproximadamente R$ 134,9 milhões, sendo R$ 121 milhões do programa habitacional e o restante do Tesouro Estadual. Góes ressaltou que além da contrapartida de R$ 13 milhões para a construção das moradias, o governo vai investir outros R$ 34 milhões em aparelhos sociais para no Macapaba. As obras de duas escolas, para os ensinos médio e fundamental, e uma Unidade Básica de Saúde já estão em andamento. Ainda este semestre, o governo do Estado deverá lançar a licitação para duas creches.
Waldez Góes também pediu apoio do ministro para a liberação de recursos de emendas parlamentares impositivas para executar obras de segurança pública no Conjunto Macapaba. “É um momento de comemorar, porque enfrentamos diversos obstáculos para chegar até esta entrega. Mas ainda queremos fazer mais. Ainda temos situações de famílias vítimas do incêndio para resolver. Por isso, vamos continuar as tratativas em Brasília para alocar estes recursos”, assegurou o chefe do Executivo amapaense.
O ministro Bruno Araújo destacou a adimplência do pagamento para as construtoras do Minha Casa Minha Vida. Segundo ele, os compromissos do governo federal em honrar os débitos com as empreiteiras contratadas têm possibilitado o avanço do setor de habitação no país. Ele também enfatizou o compromisso dos Estados nos empreendimentos. "As contrapartidas asseguradas pelo governo do Amapá também foram de suma importância para que a execução desta obra pudesse ser realizada. Isso dá credibilidade aos Estados. Por isto, já autorizamos a construção das primeiras 500 unidades do conjunto Miracema aqui no Amapá", anunciou o ministro.
Assim como Carmem Lúcia, a autônoma Iracema Correa e sua família sentiram a emoção de entrar na casa própria pela primeira vez. Ela recebeu as chaves das mãos do governador do Amapá, Waldez Góes, durante a cerimônia de inauguração. “Rezei muito para Deus atender o nosso pedido, de morar no que é nosso. Esperei quatro anos por este momento. Graças a Deus, estamos em casa”, emocionou-se a beneficiária.
Entrega de chaves
Após a solenidade, a Caixa Econômica Federal sorteou a mobília completa para uma unidade habitacional. Uma grande estrutura foi organizada para a entrega das chaves. Equipes do governo e da construtora responsável pela edificação do Macapaba II receberam os documentos necessários. As mudanças estarão liberadas a partir deste domingo, 19.
Financiamento
Entre as famílias beneficiadas estão vítimas do incêndio do bairro Perpétuo Socorro, ocorrido em Macapá no ano de 2013. Elas estão isentas do pagamento pelas unidades do Macapaba II, graças ao empenho do Governo do Amapá junto à União para garantir a isenção. Os demais beneficiários financiaram as moradias pela CEF, com parcelas populares, na faixa de R$ 80,00 a R$ 270,00.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE