Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


terça-feira, 29 de agosto de 2017

BR 156 | Juiz federal anuncia licenciamento para asfaltamento darodovia Macapá-Jari


Saiu a licença de instalação do Ibama para que o DNIT possa iniciar as obras de pavimentação do trecho sul da BR 156, trecho que vai de Macapá a Laranjal do Jari. O anúncio foi feito nesta terça-feira (29) pelo juiz federal João Bosco Soares, em entrevista ao radialista Luís Melo. Trata-se de uma antiga demanda da população amapaense que vive na região do chamado Vale do Jari, que compreende os municípios de Laranjal do Jari e Vitória do Jari – região com aproximadamente 70 mil pessoas.
Fac-símile com os originais da Licença de Instalação emitido pelo Ibama
Considerada uma das rodovias federais mais antigas em construção no país, a BR 156 já teria consumido quase 80 anos desde que o marechal Cândido Rondon a projetou, como fator de integração da Amazônia Setentrional. São aproximadamente 800 quilômetros entre Laranjal do Jari, na divisa do Amapá com o Pará, e Oiapoque, na fronteira do Brasil com a Guiana Francesa, dos quais 500 quilômetros já estão asfaltados.

Um olhar
O juiz João Bosco é um magistrado diferenciado que a Justiça Federal possui no Amapá, por sua postura proativa, que ele entende ser até mais eficaz que propriamente o mister de julgar conflitos que cheguem à 2ª Vara Federal da Seção Judiciária do Amapá. Ele teve destaca atuação para a resolução do impasse sobre os licenciamentos das obras de pavimentação da BR 156, fato este reconhecido pelo próprio secretário da Setrap, Jorge Amanajás, que também participou da entrevista no rádio hoje cedo.
O documento do Ibama também lista as condicionantes para o licenciamento da obra na BR 156
A obra do trecho sul da rodovia federal foi dividida em quatro lotes, sendo que o lote 1 está a cargo do Estado, através de convênio de delegação do DNIT com a Setrap. “Será um trecho de 62 quilômetros entre o quilômetro 21 (entroncamento com a BR 210) até a comunidade do Vila Nova, que nós agora vamos emitir a Ordem de Serviço para a empresa começar a mobilização e instalar o canteiro de obras”, anunciou Amanajás.
Os demais trechos, serão divididos entre o próprio DNIT, que irá licitar os lotes 2 e 3, e o Exército Brasileiro, que ficará responsável pelo lote 4, por convênio, tocando a obra com a tradicional unidade 8º BEC (Batalhão de Engenharia e Construção), cuja sede fica em Santarém (PA). A obra de pavimentação do trecho sul da BR 156 tem um custo estimado em pouco mais de R$ 200 milhões.

Leia Também
BR 156: A vovó das estradas federais fica no Amapá.

BR 156: A vovó das estradas federais em construção fica no Amapá



2 comentários:

  1. Cleber, bom dia! A Juíza da causa é a Dra Sandra, de Laranjal do Jari. Assim que ela chegou esse ano já começou a priorizar o processo dessa BR. Dr João Bosco preza sim muito pela nossa comunidade, mas vc não foi justo com a subseção da nossa cidade, que tem se empenhado nesse fato.

    ResponderExcluir
  2. Ok, amiga, agradeço por sua leitura e contribuição. Vamos procurar a magistrada em questão para falar desse, mas também de outros processos envolvendo essa comunidade tão importante para o nosso Estado.

    O editor

    ResponderExcluir

Contribua conosco!

PUBLICIDADE