Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

domingo, 2 de julho de 2017

OPINIÃO | Notas da coluna ARGUMENTOS, domingo, 02 de julho de 2017.


Rigor

A Capitania dos Portos do Amapá entra em campo – na verdade na água – para aumentar o rigor na fiscalização do tráfego aquaviário nesta temporada de férias escolares. Militares e suas embarcações percorrendo rios da região para a proteção de todos.

Patrulha

Vem em boa hora essa intervenção, pois durante o mês de julho, o fluxo de embarcações aumenta significativamente em razão das férias escolares. A Capitania Portos do Amapá (CPAP) está de olho!

Cultura

A Companhia de Dança Casarão de Dança, de Manaus, passa uns dias em Macapá, num intercâmbio puxado pela local Petit Dance. Ontem, no Bacabeiras, encenaram o espetáculo “Ayahuasca”, nota 10!

Teatro

Neste domingo é a vez do grupo amapaense de dança subir ao palco. De fato, as trocas de experiências são sempre importantes, especialmente a galera do Amazonas, que brilhou até na Copa 2014, lembra?

Olhar

Deputado Cabuçu Borges foi ao rádio ontem falar sobre sua visão a respeito da crise política nacional. Vê com cautela o julgamento de Temer. E confirma para terça-feira votação da reforma trabalhista.

No rádio
Recebemos ontem em nosso Conexão Brasília esta grande figura humana que é Adriano Pinheiro, dirigente de uma Ong chamada “Salvação”, que ajuda a resgatar cães e gatos abandonados. O foco é o controle da população de animais de rua, reabilitar e encontrar um lar. Cara do bem este brasileiro.

Ativo

Titular da Setrap, engenheiro Jorge Amanajás, se mostra focado no trabalho, como a pavimentação da rodovia Duca Serra. Mas vamos lembrar que é um dos políticos de renome e que já disputou o Setentrião. Daí vê-lo estrelar programa eleitoral do seu partido, o PPS, na telinha da televisão.

Quadro

Jorge Amanajás, foi presidente do Parlamento Estadual por três mandatos consecutivos e surfou índices de popularidade e grande articulação, tanto que participou das grandes decisões políticas do estado. Em 2010, entretanto, só não conteve o ímpeto de Pedro Paulo Dias, que bateu pé na sucessão a Waldez.

Situação

Para lembrar aquele cenário político, Amanajás era aliado de Waldez, que precisou se afastar do GEA para disputar eleição a senador. O vice, Pedro Paulo, seria indicado ao TCE, mas recusou. Jorge entrou na disputa, diluindo os votos do grupo. Mas veio a PF e mudou os rumos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!