Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura e política.

PUBLICIDADE

quarta-feira, 12 de julho de 2017

OPINIÃO | Notas da coluna ARGUMENTOS, domingo e segunda-feira, 09 e 10.07.2017


Urbanismo

Jomateleno Teixeira, presidente da Federação Elo Social, falou ontem ao nosso Conexão Brasília, a respeito do arrojado projeto de beneficiamento do lixo urbano produzido no Amapá. Ideia é inovadora, e será apresentada em grande evento na próxima segunda-feira.

Causa

O mote do trabalho do Elo Social, há 26 anos são projetos sociais, claro. Por aqui, além de gerar emprego e renda, promete trazer capacitação com 720 cursos anuais, além dos chamados prédios sociais.

Academia

A pesquisadora amapaense Bianca Moro, da Unifap, mostra como a carreira acadêmica pode ter projeção internacional. Depois de premiação em NY, traz a Macapá um cineasta americano para rodar filme aqui.

Nome

O artista é o americano Peter Lucas, que reedita um projeto de documentário de 1935 chamado House Problems, que mostra problemas de moradia por todo o planeta. Ação conta com apoio do MP-AP.

Escalas

Para ter ideia da relevância dessa pesquisa, Peter Lucas já mostrou problemas de moradia em Hong Kong, em Nova Iorque, no Rio de Janeiro e agora em Macapá. Sacou a importância dessa iniciativa?

Emoção
Olha aí o quadro novo do Conexão Brasília, que se chama “Fala Agora”. Na estreia, um capitão do Exército chamado Douglas, amapaense que comandou a Operação Pipa, em pleno Sertão Nordestino. A ajuda humanitária que levou à emoção com a fala do ex colega, subtenente Odair. Mande sugestões para outras homenagens!

Novidade

Ontem foi dia de estreia de quadro novo em nosso programa de rádio. Trata-se do “Fala Agora”, quando a pessoa homenageada é confrontada com a opinião de seus amigos, familiares, chefes ou subordinados a seu respeito. Diante da emoção sofrida, a gente para tudo e pede para a pessoa: “Fala Agora!”.

Biografia

O primeiro homenageado foi um amapaense, natural da bucólica Serra do Navio, que está retornando a seu estado depois de 35 anos em que serviu ao país, fazendo carreira no Exército, de soldado até capitão, o posto máximo a que um praça pode chegar – se tudo der certo, claro. Seu nome, Douglas Carvalho, 55 anos.

Parceiros

Entre os pontos altos do novo quadro, a participação de um colega de trabalho do Capitão Douglas, lá de Maceió (AL), onde fica o 59º BIMtz, sua última unidade antes de ir para a reserva. Depois, a fala de seu pai, o mineiro aposentado Juvêncio, hoje com 80 anos de idade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!