Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


terça-feira, 16 de maio de 2017

Notas da Coluna ARGUMENTOS, domingo e segunda-feira, 14 e 15 de maio de 2017.



Patrulha

A Rede Globo mantém firme vigilância na internet sobre sites que “disponibilizam” as transmissões de jogos que são exclusivos do pay-per-view, ou seja, pagos. Vira e mexe chegam notificações para tirar as partidas do ar, para desespero dos torcedores.

Alternativa

De fato, piratear conteúdo das emissoras comerciais implica em punições, mas em tempos de dificuldades na economia, bem que as emissoras de TV aberta poderiam dar mais opções ao combalido torcedor.

Valor

Depois da postagem do jornal Folha de São Paulo sobre a França cobrar R$ 1,5 mil para brasileiros atravessarem a ponte binacional, em Oiapoque, a coluna apurou que não é bem assim. Há ruído na informação.

Informações

Entidades locais, como o Sindicato das Empresas de Turismo e a própria Associação Comercial, foram ao escritório consular da França em Macapá, buscar mais informações. Saíram com esclarecimentos.

Na real

Falando à coluna, o cônsul Alain Kräs explicou que esse valor de R$ 1,5 mil é para um pacote de três meses. Para 30 dias o seguro dos automóveis é de 174 euros, cerca de R$ 400. “Mas vamos implantar para 15 dias”.

Cidadão
O combativo promotor de justiça Adilson Garcia teve a lixeira em frente à sua casa remexida por algum malandro. Ele sacou a vassoura e foi varrer a rua. Em uma rede social, deixou a seguinte mensagem: “Limpe a sua rua! Não espere só a prefeitura. Faça a sua parte!”. Mandou bem doutor!

Lotes

Titular da Sesa, Gastão Calandrini, concluiu processo licitatório e já renovou estoque do medicamento hidroxicloroquina para portadores de lúpus, e do espiramicina, remédio indicado para grávidas com toxoplasmose, para tentar evitar a transmissão da doença para o filho. Em boa hora.

Rito

A hidroxicloroquina faz parte do Programa de Medicamentos Excepcionais e de Alto Custo do Ministério da Saúde, que atua exclusivamente com medicamentos de uso controlado. Os pacientes tratados passam por exames, consultas, confirmação da doença e verificação dos documentos pessoais.

Certames

A coluna apurou que o estado chegou a ficar com o estoque zerado dos medicamentos, em decorrência da inabilitação e/ou desclassificação das propostas de empresas nas últimas licitações para aquisição dos remédios, impossibilitando legalmente a compra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE