Página do jornalista amapaense Cleber Barbosa, voltada a difundir notícias, pensamentos, reflexões e atualidades sobre turismo, comportamento, economia, cultura, política e empreendedorismo.


quinta-feira, 27 de abril de 2017

OPINIÃO | Notas da coluna ARGUMENTOS, quinta-feira, dia 27 de abril de 2017.


Operação
Viaturas e agentes da Polícia Federal de novo nas ruas e avenidas de Macapá ontem. Foi para deflagrar mais duas operações contra maus feitos de agentes públicos e empresários inescrupulosos. Desta vez a quadrilha dilapidava a mãe-natureza.

Natureza
Entre os alvos estavam funcionário do Imap, o instituto do meio ambiente estadual. O pior é descobrir que colonos que ralam a vida toda eram usados pelos bandidos para aumentar o desmatamento ilegal.

Prática
Enquanto a PF ainda cumpria mandados de prisão e apreensão de documentos, um deputado foi à tribuna da AL dizer que empreendedores locais já sofriam com a ação de grileiros e compadrio no Imap.

Um mal
Foi Júnior Favacho, que antes de ser político era atuante empresário do setor madeireiro e mineral. “Vejo com preocupação que isso é uma doença que contagia o estado do Amapá, de norte a sul”, disse ele.

De olho
Quem também se manifestou sobre a ação de ontem foi o Palácio do Setentrião. Em nota, ratificou apoio às investigações e, como salvo conduto, deu pistas de que já havia trocado a direção do Imap há uma semana.

Luto
O jornalismo do país perdeu ontem um de seus mais brilhantes representantes, o Carlos Chagas. Tive o prazer de conversar com ele em algumas ocasiões, além de assistir uma de suas palestras. Que inclusive inspirou a minha monografia de conclusão do curso de jornalismo. Vá em paz guerreiro!

Rigor
Além dessa manifestação oficial do Governo do Estado, através de uma nota, houve ainda o anúncio de que o Amapá terá maior controle na exploração e exportação de produtos madeireiros. O estado contará com sistema nacional que regula as atividades florestais por meio do Ibama.

Capacitação
Um workshop orientará cidadãos, empreendedores e técnicos institucionais sobre a implementação do Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor). Com isso, o GEA terá maior controle e transparência na exploração e exportação do setor madeireiro, além de licenciamentos.

Segurança
O Sinaflor integra o controle da origem da madeira, do carvão e de outros produtos e subprodutos florestais, sob coordenação, fiscalização e regulamentação do Ibama. As atividades florestais, empreendimentos da base florestal e correlatos serão efetuados por meio desse sistema.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco!

PUBLICIDADE